text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

4 estratégias para os alunos se motivarem a eles próprios

      
Fonte: Shutterstock
Fonte: Shutterstock

A tendência é que alunos mais motivados tenham melhor rendimento escolar do que os que realizam as atividades forçadamente. No entanto, é essencial que eles nutram essa motivação para manterem o nível de resultados. Alguns pontos para que esse processo seja iniciativa do próprio aluno e que tenha continuidade são a autonomia, competência, conexão e relevância.

 

Leia também:
» 5 melhores ferramentas de vídeo para alunos e professores
» Linguagem corporal é mais importante do que o conteúdo da mensagem, revela estudo
» 10 dicas para planeares o teu tempo e os estudos

 

Veja como estas quatro características podem ser trabalhadas em sala de aula:

 

1- Autonomia
Os alunos têm que ter liberdade para escolher questões de ordem organizacional, como escolherem os grupos com os quais querem realizar as tarefas, e processual, envolvendo o formato dos trabalhos, por exemplo.

 

Outro ponto é a escolha cognitiva, que tem implicações nas seguintes questões: aprendizagem com base em problemas e como resolvê-los, desenvolvimento de ideias de lições de casa pelos próprios alunos, entre outras.

 

2- Competência 
É essencial que o aluno tenha feedbacks a respeito dos trabalhos e atividades que realiza na escola. O professor precisa de didática para conversar sobre estratégias positivas e negativas adotadas pelos alunos, a fim de melhorarem cada vez mais.

 

3- Conexão
Boas relações entre alunos professor são básicas para o bom rendimento escolar. Para alcançar essa convivência, consulte algumas dicas:

 

• Interesse-se verdadeiramente pelos alunos, com o objetivo de conhecer características tanto académicas como pessoais.

• Age de maneira amigável com os alunos, para motivá-los a sentirem-se bem na companhia do professor.

 

• Seja flexível e mantenha o foco em objetivos educacionais previamente traçados.


• Não desista dos alunos. Seja positivo e encoraje-os sempre.

 

4- Relevância
Não é ideal que o professor se foque em mostrar a importância da disciplina que leciona para a vida do aluno. Aqueles que têm grandes dificuldades podem sentir-se mal por não conseguirem acompanhar as aulas de maneira satisfatória.

 

É mais interessante que ele mesmo consiga criar conexões e perceber qual a relevância dos conteúdos aprendidos para a sua vida. Desta forma os alunos conseguem entender mais facilmente o que lhe interessa de verdade e podem pensar em opções de carreira a seguir.

 

A tendência é que alunos mais motivados tenham melhor rendimento escolar do que os que realizam as atividades forçadamente. No entanto, é essencial que eles nutram essa motivação para manterem o nível de resultados. Alguns pontos para que esse processo seja iniciativa do próprio aluno e que tenha continuidade são a autonomia, competência, conexão e relevância.

 

Leia também:
» 5 melhores ferramentas de vídeo para alunos e professores
» Linguagem corporal é mais importante do que o conteúdo da mensagem, revela estudo
» 10 dicas para planeares o teu tempo e os estudos

 

Veja como estas quatro características podem ser trabalhadas em sala de aula:

 

1- Autonomia
Os alunos têm que ter liberdade para escolher questões de ordem organizacional, como escolherem os grupos com os quais querem realizar as tarefas, e processual, envolvendo o formato dos trabalhos, por exemplo.

 

Outro ponto é a escolha cognitiva, que tem implicações nas seguintes questões: aprendizagem com base em problemas e como resolvê-los, desenvolvimento de ideias de lições de casa pelos próprios alunos, entre outras.

 

2- Competência 
É essencial que o aluno tenha feedbacks a respeito dos trabalhos e atividades que realiza na escola. O professor precisa de didática para conversar sobre estratégias positivas e negativas adotadas pelos alunos, a fim de melhorarem cada vez mais.

 

3- Conexão
Boas relações entre alunos professor são básicas para o bom rendimento escolar. Para alcançar essa convivência, consulte algumas dicas:

 

• Interesse-se verdadeiramente pelos alunos, com o objetivo de conhecer características tanto académicas como pessoais.

• Age de maneira amigável com os alunos, para motivá-los a sentirem-se bem na companhia do professor.

 

• Seja flexível e mantenha o foco em objetivos educacionais previamente traçados.


• Não desista dos alunos. Seja positivo e encoraje-os sempre.

 

4- Relevância
Não é ideal que o professor se foque em mostrar a importância da disciplina que leciona para a vida do aluno. Aqueles que têm grandes dificuldades podem sentir-se mal por não conseguirem acompanhar as aulas de maneira satisfatória.

 

É mais interessante que ele mesmo consiga criar conexões e perceber qual a relevância dos conteúdos aprendidos para a sua vida. Desta forma os alunos conseguem entender mais facilmente o que lhe interessa de verdade e podem pensar em opções de carreira a seguir.

 

Leia todas as notícias de Educação. Comente e compartilhe abaixo

 


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.