text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

3 formas de estudar sem gastar dinheiro

      
Fonte: Shutterstock

Se é daquelas pessoas que não gosta de estar parada e sem nada para fazer e, acima de tudo, gosta de estar sempre informado acerca do que se passa em seu redor, então este é sem dúvida um artigo que deve ler.

 

Leia também:
» Livros que o podem ensinar a administrar melhor o seu dinheiro
» 6 dicas para economizar dinheiro enquanto faz intercâmbio
» 4 maneiras para os estudantes pouparem dinheiro

 

Para a maioria das pessoas, e na perspetiva global da sociedade, as pessoas nascem, fazem a primária, depois até ao 9º ano e a partir daqui podem ou não prosseguir com os estudos. Grande parte das pessoas continuam, pelo menos até à conclusão da Licenciatura. A partir daí, sucede-se a busca de emprego, no mercado de trabalho.

 

Há quem pense que grande parte dos estudantes que, ainda durante o tempo curricular, fizeram estágios curriculares, tem uma taxa de empregabilidade superior àqueles que optaram por não o fazer. No entanto, a partir do momento em que envereda no mercado de trabalho, o tempo é cada vez menor e normalmente as prioridades e responsabilidades serão outras. Com isso em vista, a equipa do ComparaJá.pt elaborou um Top 3 de Como Estudar Sem Gastar Dinheiro:

 

Bolsas de Estudo


As bolsas de estudo são, sem dúvida, a melhor forma de premiar o trabalho, empenho e garra de qualquer estudante. Atualmente, existem vários tipos de bolsas a que os estudantes podem ter acesso: as bolsas patrocinadas por entidades financeiras e as da Direcção Geral do Ensino Superior.

 

A última fase de candidaturas às bolsas da DGES, foi realizada entre o dia 25 de junho e dia 30 de setembro de 2015, sendo que neste processo de candidatura é necessário facultar os dados pessoais do bolseiro (Nome, Morada, BI/CC, NIF, IBAN e IRS - caso tenha entregue a declaração).

 

O pagamento das bolsas é efetuado mensalmente para o NIB do bolseiro e, no momento em que a transferência é feita, o bolseiro recebe uma mensagem de notificação.

 

Cursos Online e Workshops

 

Cursos online, como é o caso dos MOOC (Massive Open Online Courses), é o que mais há e, por mais estranho que possa parecer, mais de 80% deles são gratuitos e bem didáticos para quem pretende aprender algo relacionado com determinados temas ou questões em concreto. Por vezes, o que pode acontecer e também o mais usual é o facto destes cursos, que apesar de serem gratuitos, serem em inglês e poderem não ter legendas. Não obstante, se a língua for impedimento, pode começar exatamente nesse ponto, fazer um curso geral e a título intensivo de inglês.

 

Para além de vídeos e tutoriais, tem ainda acesso a exercícios e, em alguns casos, apoio online.

 

Existem, igualmente, muitas Universidades que colocam à disposição de alunos, ex-alunos e até mesmo público em geral uma série de cursos gratuitos, que no final dos mesmos têm direito à obtenção de certificado de conclusão. Uma vez tendo tirado partido destes cursos, tem de se afincar, ler e estudar a sério, caso pretenda singrar em qualquer que seja a área.

 

Outra forma de adquirir conhecimentos é através dos workshops. A moda dos workshops surgiu como mais uma forma de negócio de muitas empresas, tendo atualmente milhares de clientes recorrentes. Esta é uma excelente forma de colocar o conhecimento, seja este teórico ou prático, à prova e corrigir aquelas lacunas que pode sentir.

 

Existem muitos workshops de carácter gratuito. Para as pessoas que se encontram desempregadas e a receber o fundo de desemprego, existem, do mesmo modo, workshops para desenvolver determinados temas, geralmente nas áreas onde existe mais oferta nos respetivos Centros de Emprego. Na rede social Facebook existe um grupo, Eventos/Workshops Cursos - Desenvolvimento Pessoal, que disponibiliza uma série de workshops e eventos (dos mais variadíssimos temas), a título gratuito, em Portugal Continental e Ilhas.

 

Viajar

 

Outra forma de adquirir novos conhecimentos e crescer, tanto a nível psicológico como a nível intelectual, é através de viagens.

 

É claro que este tipo de aventuras não será, certamente, para todo o tipo de pessoas, pois é necessária uma considerável “dose” de coragem e predisposição em conhecer o desconhecido e, ainda, ser uma pessoa segura e que não se deixe ir abaixo com os diversos obstáculos que possam surgir.

 

Sem contar com a vertente das viagens de avião (que necessariamente teriam de ser pagas do seu bolso), o resto das despesas podem ser sempre reduzidas.

 

Conceitos como couchsurfing, boleia e hospitalidade são-lhe familiares? Pois bem, é desta forma que conseguirá obter quase tudo a título gratuito, para não falar que o primeiro conceito é uma excelente forma de conhecer pessoas locais de todo o mundo e mergulhar nas respetivas culturas. O couchsurfing é uma moda muito comum em países estrangeiros; pessoas de todo o mundo registam a sua casa, nomeadamente o seu sofá, para acolher pessoas de todo o mundo e partilhar a sua experiência, cultura e hábitos, a custo zero.

 

Os conselhos para singrar e aprender muito, estão dados, agora cabe a si, escolher aqueles que melhor se adequam ao seu perfil e às suas necessidades.

 


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.