text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Como tornar o seu estudo a distância mais eficiente

      
<p>Se em vez do tradicional ensino presencial optar por um <a href=https://noticias.universia.pt/educacao/noticia/2016/10/26/1144983/6-novos-cursos-online-gratuitos-miriada-x-sobre-psicologia-financas.html title=curso a distância>curso a distância</a>, saiba que não basta apenas substituir as salas de aula por um computador. Embora a modalidade não estipule grande carga horária fixa e permita a realização de várias atividades em simultâneo, é preciso saber priorizar os estudos, planear a rotina académica e recorrer aos recursos tecnológicos existentes.</p><p>Fique a conhecer oito dicas da <strong>Universidade Aberta de Madrid (UDIMA)</strong> que vão auxiliá-lo a tirar maior proveito desta metodologia e tornar o seu processo de aprendizagem mais proveitoso:</p><p><strong>1. Organizar o tempo </strong><br/> Defina o tempo necessário de dedicação aos estudos e respeite-o. Ainda que a educação a distância permita realizar em simultâneo outras atividades (trabalho, família, entretenimento), o segrego está em encontrar o equilíbrio entre os distintos âmbitos da vida pessoal.</p><p><strong>2. Seja sensato </strong><br/> Nem sempre é possível dedicar-se integralmente aos estudos. Portanto, seja realista e não assuma mais disciplinas do que aquelas que a sua agenda permite. Isto porque, em vez de agilizar a conclusão dos estudos, poderá acumular reprovações.</p><p><strong>3. Aproveite as TIC's </strong><br/> Para não se isolar no processo de aprendizagem à distância recorra aos recursos tecnológicos disponíveis nas salas virtuais. Ferramentas como fóruns, wikis, chats, vídeos e realidade virtual, além de incrementarem o ensino/aprendizagem são pontos de encontro de estudantes e de docentes.</p><p><strong>4. Motive-se</strong><br/> Ainda que a maioria dos estudantes desta modalidade não disponha de muito tempo para o estudo, é necessário encontrar a motivação necessária para cumprir as atividades propostas pelo curso, pelo menos uma vez por dia. Não deixe que a rotina cansativa do trabalho o desvie deste foco. O ensino a distância exige consistência.</p><p><strong>5. Priorize sempre</strong><br/> Identifique as obrigações e as tarefas mais urgentes e faça-as em primeiro lugar. O ideal é estabelecer metas diárias e realistas. Programe metas relativamente fáceis de serem alcançadas.</p><p><strong>6. Amplie os seus conhecimentos</strong><br/> Desperte em si a inquietude pela descoberta de novos conhecimentos e não se limite apenas ao conteúdo das aulas. Consulte fontes complementares para favorecer a expansão dos seus conhecimentos.</p><p><strong>7. Não tenha vergonha de perguntar </strong><br/> É necessária uma relação fluída com professores e tutores. Na educação a distância terá uma atenção personalizada, individualizada e permanente. Use e abuse desse benefício.</p><p><strong>8. Realize as atividades e exames nos prazos indicados</strong><br/> É aconselhável que realize atempadamente as atividades e os testes propostos pelos professores ao longo do curso.</p><p></p>
Fonte: Shutterstock

Se em vez do tradicional ensino presencial optar por um curso a distância, saiba que não basta apenas substituir as salas de aula por um computador. Embora a modalidade não estipule grande carga horária fixa e permita a realização de várias atividades em simultâneo, é preciso saber priorizar os estudos, planear a rotina académica e recorrer aos recursos tecnológicos existentes.

Fique a conhecer oito dicas da Universidade Aberta de Madrid (UDIMA) que vão auxiliá-lo a tirar maior proveito desta metodologia e tornar o seu processo de aprendizagem mais proveitoso:

1. Organizar o tempo
Defina o tempo necessário de dedicação aos estudos e respeite-o. Ainda que a educação a distância permita realizar em simultâneo outras atividades (trabalho, família, entretenimento), o segrego está em encontrar o equilíbrio entre os distintos âmbitos da vida pessoal.

2. Seja sensato
Nem sempre é possível dedicar-se integralmente aos estudos. Portanto, seja realista e não assuma mais disciplinas do que aquelas que a sua agenda permite. Isto porque, em vez de agilizar a conclusão dos estudos, poderá acumular reprovações.

3. Aproveite as TIC's
Para não se isolar no processo de aprendizagem à distância recorra aos recursos tecnológicos disponíveis nas salas virtuais. Ferramentas como fóruns, wikis, chats, vídeos e realidade virtual, além de incrementarem o ensino/aprendizagem são pontos de encontro de estudantes e de docentes.

4. Motive-se
Ainda que a maioria dos estudantes desta modalidade não disponha de muito tempo para o estudo, é necessário encontrar a motivação necessária para cumprir as atividades propostas pelo curso, pelo menos uma vez por dia. Não deixe que a rotina cansativa do trabalho o desvie deste foco. O ensino a distância exige consistência.

5. Priorize sempre
Identifique as obrigações e as tarefas mais urgentes e faça-as em primeiro lugar. O ideal é estabelecer metas diárias e realistas. Programe metas relativamente fáceis de serem alcançadas.

6. Amplie os seus conhecimentos
Desperte em si a inquietude pela descoberta de novos conhecimentos e não se limite apenas ao conteúdo das aulas. Consulte fontes complementares para favorecer a expansão dos seus conhecimentos.

7. Não tenha vergonha de perguntar
É necessária uma relação fluída com professores e tutores. Na educação a distância terá uma atenção personalizada, individualizada e permanente. Use e abuse desse benefício.

8. Realize as atividades e exames nos prazos indicados
É aconselhável que realize atempadamente as atividades e os testes propostos pelos professores ao longo do curso.


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.