text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Grande Prémio de Jornalismo Económico entregue a Bruno Faria Lopes, da Sábado

      
Grande Prémio de Jornalismo Económico entregue a Bruno Faria Lopes, da Sábado
Grande Prémio de Jornalismo Económico entregue a Bruno Faria Lopes, da Sábado

O Prémio de Jornalismo Económico é uma parceria entre a Universidade NOVA de Lisboa e o Banco Santander Totta. O grande vencedor da edição deste ano foi o trabalho de Bruno Faria Lopes, da Sábado que venceu igualmente na categoria de Gestão de Empresas e Negócios.

Publicado em julho de 2016, o artigo de investigação do jornalista Bruno Faria Lopes destacou-se entre 70 candidatos, tendo recebido hoje o Grande Prémio com um valor pecuniário de 10 000 euros.

Em outubro do ano passado foi publicado, no Observador, o vencedor da categoria de Mercados Financeiros. “Como Salgado usou o saco azul para implementar um esquema de financiamento fraudulento do GES?” apresenta uma análise elaborada por Luís Rosa sobre os esquemas ilegais utilizados pelo antigo Grupo Espírito Santo.

Por sua vez, o artigo “Gestoras da bolsa ganham menos 30% que os homens”, que venceu na temática de Sustentabilidade e Inovação Empresarial, foi publicado em maio por Rui Barroso, Elisabete Miranda, Patrícia Abreu, Catarina Pereira e Paulo Moutinho, do Jornal de Negócios. O trabalho abordou a desigualdade salarial entre géneros no universo da gestão empresarial.
Cada um destes trabalhos recebe um prémio pecuniário no valor de 5 000 euros.

Os prémios foram entregues hoje por António Rendas, Reitor da NOVA, e António Vieira Monteiro, Presidente Executivo do Santander Totta, numa cerimónia que teve lugar no edifício do Banco Santander Totta, na Rua da Mesquita, em Lisboa.

Esta é a 11.ª edição do Prémio de Jornalismo Económico, cuja organização esteve a cargo da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas (FCSH/NOVA), numa iniciativa conjunta da Universidade NOVA de Lisboa e do Banco Santander Totta. O objetivo é o de promover a qualidade da criação jornalística, distinguindo os melhores trabalhos de imprensa escrita e eletrónica nas áreas acima referidas.

Os trabalhos a concurso foram avaliados por um júri que sob a presidência do Prof. Doutor Francisco Caramelo (Diretor da FCSH/NOVA) tomou as suas deliberações com os contributos do Prof. Doutor António Granado (FCSH/NOVA), Dra. Conceição Zagalo (GRACE), Dr. Sérgio Figueiredo (Media Capital), Dra. Helena Garrido, e do Prof. Doutor Paulo Pinho (NOVASBE).

A Universidade NOVA de Lisboa é uma das 31 universidades portuguesas que integram a rede Universia em Portugal e uma das 1407 a nível ibero-americano. Consulte também o nosso portal de mobilidade.

Leia também mais notícias sobre a Universidade NOVA

Quer saber mais?
Veja todas as notícias

Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.