text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

2 discursos para motivar empreendedores que deve conhecer

      
Todos os empreendedores necessitam de inspiração e motivação para lutar por projetos de sucesso
Todos os empreendedores necessitam de inspiração e motivação para lutar por projetos de sucesso
  • Steve Jobs, co-fundador da Apple, diz que quando sentimos desmotivação dia após dia na nossa vida algo está a falhar.
  • Para ter sucesso, Steve Jobs considera que é preciso acreditar em algo nem que seja no instinto.
  • Luis von Ahn, um dos pioneiros crowdsourcing, conta como foi capaz de colocar em prática uma ideia comprada pela Google.

Uma das condições mais importantes no momento de alguém se lançar num projeto de empreendedorismo é a motivação. Ao longo do tempo é possível encontrar as mais diversas figuras inspiradoras em que a superação é uma história de vida. Atualmente num mundo em que as tecnologias são indispensáveis a mensagem de algumas figuras como Steve Jobs, co-fundador da Apple, não passam despercebidas.

No célebre discurso que fez na Universidade de Sandford, em 2005, conta como decidiu deixar os estudos para se dedicar a algo de que realmente gostava. A paixão impulsionou Steve Jobs.

“Tens que confiar em algo: no teu instinto, no destino, na vida, no karma, no que seja”, afirma. Só desta forma se pode ter a certeza para não se deixar arrastar pelo mais fácil e seguro e insistir no que realmente se quer.

Neste discurso, Jobs falou também da morte de uma forma crua e pragmática. “Quase tudo, as expetativas externas, o orgulho, o medo do fracasso, do ridículo se desvanecem frente à morte, que deixa apenas o que é verdadeiramente importante.”

O co-fundador da Apple explica ainda que sempre que se levantava olhava-se no espelho e interrogava sobre se estava realizado com as suas ações. Quando a resposta é negativa muitas vezes, algo está a falhar. Steve Jobs aconselha ainda que ninguém se guie pelas ideias ou expetativas dos outros.

 

Como é que um projeto universitário se converte numa startup comprada pela Google

Luis von Ahn é um empreendedor e professor associado no departamento de Ciências da Computação da Carnegie Mellon School. Conhecido como um dos pioneiros do crowdsourcing, é o fundador da reCaptcha, vendida ao Google em 2009, e é também CEO do Duolingo, uma plataforma de ensino de línguas.

No discurso ideal para motivar empreendedores, que fez nas conferências TEDx de Rio de Prata, explicou como é que um projeto universitário se converteu numa startup que foi adquirida pela Google. Já tiveram que preencher um formulário na net onde pedem para ler letras distorcidas antes de iniciar o processo de registo? Foi Luis von Ahn que inventou o captcha, que serve para verificar que a pessoa que está ali é humana e não um programa informático.

Gostavas de estudar informática?

Procura universidades

Como estava a ser desperdiçado muito tempo com este processo, se contabilizarmos 10 segundos à volta do mundo em que pessoas preenchem captcha é mesmo muito,  muito tempo, Luis von Ahn teve outra ideia. Chamou-lhe reCaptcha e foi esta evolução que suscitou o interesse da Google. Como aproveitar o tempo para fazer algo produtivo? A capacidade dos seres humanos para decifrar estas palavras “irritantes”, como lhe chamou Luis von Ahn - uma possibilidade que os computadores ainda não são capazes de imitar - está a ser utilizada para digitalizar livros.

Neste vídeo este cérebro das tecnologias mostra como se pode utilizar o poder de milhões de mentes humanas:


Os exemplos sobre pessoas inspiradoras são muitos e por vezes surgem das invenções que nunca pensaríamos que podiam ter sucesso. Se tem vontade de concretizar uma ideia que lhe parece diferente, se acredita que é capaz, nunca se sabe se poderá vir a ser o próximo Steve Jobs ou Louis von Dah.


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.