text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

10 truques para planear as sessões de estudos

      
Cada programa, grupo de matérias e tipo de teste exigirá tempos de estudo diferentes
Cada programa, grupo de matérias e tipo de teste exigirá tempos de estudo diferentes
  • A organização é muito importante no método de estudo e também a capacidade de cumprir os próprios planos.
  • Fazer contas ao tempo e dedicar-se consoante a exigência de cada matéria vai trazer bons resultados.
  • A máxima pouco, a pouco se faz muito deve ser aplicada ao estudo.

Existem truques que podem ajudar ao estudo o que, sem dúvida, irá refletir-se nas notas dos exames. O maior segredo está na capacidade de organizar as sessões de estudo. Talvez se pergunte por que é tão importante e lhe diremos que, porque estudar bem requer contar com boas fundações, caso contrário, o prédio ruirá:

1- Fazer contas ao tempo: parece óbvio, mas é uma das chaves: "descontar" do nosso tempo disponível para estudar tudo o que implica horas fixas (trabalho, aulas, refeições, dormir, outras responsabilidades, etc) para tentar tirar proveito do resto do dia.

2- Um por cada um: como regra geral devemos dedicar uma hora de estudo para cada hora de aula. Esta regra compreende o ponto seguinte.

3- O justo e necessário: cada programa, grupo de matérias, tipo de teste, etc. terá uma dificuldade diferente para cada pessoa, portanto, o nosso horário deverá ser adaptado às nossas dificuldades. Se tivermos algumas indicações dos professores, também daremos um peso diferente no tempo de estudo, dependendo da relevância de cada tópico no exame que enfrentaremos.

Ainda não decidiste em que curso queres ingressar?

Procura na Universia

4- Atenção aos detalhes: uma vez que tenhamos as horas suficientes para completar o estudo é importante especificar as matérias ou programas e o tempo dedicado a cada um.

5- Pouco a pouco, se faz muito: para evitar ter apertos, é melhor dividir as matérias e estudar várias vezes por semana cada uma delas e não acumular numa única sessão muitas horas dedicadas ao mesmo. Na verdade, não se recomenda sessões de mais de uma hora e meia, é melhor estar no intervalo dos 45 minutos a 60 no máximo, fazer uma pequena pausa e retomar.

6- Alternar os temas de estudo: sempre que possível é bom para o nosso cérebro surpreendê-lo com novos estudos, uma pausa muito breve e mudar para uma matéria diferente ajudará a manter a concentração. Por exemplo, se estávamos com Direito Constitucional, podemos depois continuar a estudar com Gestão Financeira.

Também é conveniente começar com um assunto de dificuldade média, continuar com um difícil, descansar, retomar com outro difícil e, a partir desse momento ir reduzindo a dificuldade.

7- Revejo logo existo: podemos acreditar que estamos a aprender muito, mas sem a revisão, o esforço investido cairá em saco roto. Uma das maneiras de alternar é através do tempo diário ter algumas horas de estudo reais (esquemas, memorização, etc.) alternadas com a revisão através de questionários, perguntas curtas, etc. e voltar ao teórico.

8- Mens sana in corpore sano: a organização do dia deve atender às responsabilidades de família e trabalho para quem as tem, mas também deve existir tempo para fazer algum tipo de atividade física e lazer. Tonificar o nosso corpo aliviará as tensões e nos dará resistência.

9- A minha palavra é a lei: pelo menos, deve ser para nós mesmos, aplicar o que planeou na sua organização e horário de estudo. De fato, com base no cumprimento, vamos criar um hábito que nos ajudará muito.

10- Flexibilidade: Não se contradiz com o ponto anterior, mas é o senso comum para poder aplicá-lo, afinal, cada dia será diferente tanto porque os conteúdos não são os mesmos, como porque nós mesmos não estamos igualmente concentrados.

Se percebermos que precisamos de mais tempo para concluir o estudo planeado, amplie o tempo que designou. Se terminar algo antes, aproveite a oportunidade para fazer um pouco mais de revisões ou passar para outra questão que lhe causa problemas.

Conselhos para sobreviver ao primeiro ano da universidade

Infografia: Conselhos para sobreviver ao primeiro ano da universidade

Apresentamos as chaves para que o estudante possa sobreviver a esta nova fase da vida e entrar com o pé direito no primeiro ano da universidade.

Inscreva-se e baixe este infográfico gratuitamente


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.