text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Como integrar os eSports na universidade?

      
Os alunos que vêm para a universidade e têm eSports estão mais motivados para aprender
Os alunos que vêm para a universidade e têm eSports estão mais motivados para aprender
  • É preciso tecnologia e equipamentos que atendam às necessidades atuais do eSports universitários.
  • No outono de 2017, havia apenas cerca de 60 universidades e faculdades com um programa para uma equipa de eSports.
  • Os alunos que vêm para a universidade e têm eSports estão mais motivados para aprender.

Desde que Ashland University (AU) anunciou que vai oferecer Fortnite (jogo de sobrevivência on-line desenvolvido pela Epic Games) e bolsas de estudo eSports, o treinador Josh Buchanan disse: "Temos recebido uma enorme quantidade de interessados. Quase todos os jovens na universidade querem fazer parte da nossa equipa, junto com mais de 1.000 candidatos externos. Embora este interesse seja uma poderosa iniciativa de marketing da AU, o esforço exigia trabalho em equipa e uma compreensão da tecnologia para implementar com sucesso o plano.

Durante este período, uma universidade rival de Ohio adotou também o eSports. A nossa direção da AU começou a perguntar-se: "Deveríamos fazê-lo também?" Esta foi uma oportunidade não apenas de competir, mas também de aumentar potencialmente a matrícula de alunos através da adoção precoce de eSports universitários. Além de aumentar o número de interessados em ingressar na universidade, abraçar os eSports teve o potencial de levar os alunos com conhecimentos técnicos à AU e proporcionar aos alunos atuais a oportunidade de aprenderem capacidades adicionais de pensamento crítico e analítico.

A conexão com outro programa de eSports universitário e uma organização líder como a Associação Nacional de eSports Universitários (NACE) forneceu informações tecnológicas importantes para orientar o processo.

A partir da experiência na integração de eSports na Universidade de Ashland, aqui estão 4 recomendações de práticas de TI para apoiar a implementação bem-sucedida de um programa de eSports universitário:

Equipa pequena e ágil

Durante a procura para encontrar um treinador de eSports, foi construída uma equipa em torno de alguns dos principais responsáveis da universidade. Partilhamos informações importantes e programamos reuniões curtas e diretas para relembrar apenas as informações pertinentes que cada um precisaria para tomar decisões, para evitar desperdiçar o tempo de cada pessoa. Essa equipa ágil permitiu que a TI conseguisse dados para encontrar a tecnologia certa e parceiros para atender a necessidades específicas.

Gostavas de estudar desporto?

Procura cursos na Universia

Garantir uma comunicação eficaz dentro da equipa

Era importante que apenas fossem transmitidas informações essenciais e informações utilizáveis, desta forma, seria possível fornecer e responder às respetivas áreas em termos e linguagem que fossem rapidamente executáveis. Era importante envolver o nosso departamento de marketing o mais rápido possível para ajudar a formar mensagens para possíveis alunos em palavras, vídeos e imagens.

Encontre ou contrate um especialista

Não ter um treinador ou especialista na equipa no início exigiu que a UA estivesse aberta a novos conceitos e ideias. Muitos dos jogos que estão a ser usados hoje não exigem computadores muito potentes. Precisam de gráficos de vídeo e potência de processador suficiente para lidar com uma variedade de jogos/tarefas, RAM suficiente para lidar com a carga e sistemas de resfriamento eficazes. Tornou-se evidente para a equipe de TI, depois de conversar com a NACE e outras instituições que as taxas de atualização do ecrã, o tempo de resposta do rato e do teclado eram também importantes. Os requisitos de tecnologia variam de acordo com o jogo que está a ser utilizado online. As máquinas foram escolhidas com base nos requisitos dos jogos de hoje, bem como naqueles que podem ser populares no futuro próximo (um a dois anos).

A entrada do treinador é essencial

Assim que apresentamos um treinador, tivemos alguém que conhecia e jogava League of Legions, Overwatch e Fortnite o suficiente para entender os requisitos mínimos do sistema. O seu conhecimento e experiência permitiram finalmente entender os jogos, entradas e tempo e como o equipamento contribui para o sucesso da equipa. Ele foi capaz de guiar o esports para uma solução para o presente, mas com um olho nos jogos do próximo ano.

Conselhos para sobreviver ao primeiro ano da universidade

Infografia: Conselhos para sobreviver ao primeiro ano da universidade

Apresentamos as chaves para que o estudante possa sobreviver a esta nova fase da vida e entrar com o pé direito no primeiro ano da universidade.

Inscreva-se e baixe este infográfico gratuitamente


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.