text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Que tipo de pré-requisitos pedem as universidades?

      
Os pré-requisitos são condições de natureza física, funcional ou vocacional
Os pré-requisitos são condições de natureza física, funcional ou vocacional
  • As universidades é que decidem sobre se a candidatura a determinados cursos deve estar sujeita a pré-requisitos.
  • Existem pré-requisitos de diferentes tipos desde aptidões vocacionais, artísticas, musicais, físicas, entre outras.
  • Os pré-requisitos podem ser eliminatórios, destinar-se à seleção e seriação ou apenas à seriação dos candidatos.

Os pré-requisitos são condições de natureza física, funcional ou vocacional que assumem particular relevância para acesso a determinados cursos do ensino superior.

Compete a cada instituição de ensino superior decidir se a candidatura a algum dos seus cursos deverá estar sujeita à satisfação de pré-requisitos e fixar o seu conteúdo.

Os pré-requisitos podem, consoante a sua natureza, ser eliminatórios, destinar-se à seleção e seriação ou apenas à seriação dos candidatos.

1.º Exemplo

A candidatura a alguns cursos na área de Educação Física/Desporto está sujeita à satisfação de pré-requisitos. Um estudante que não comprove a satisfação dos pré-requisitos não pode candidatar-se a esse curso.

2.º Exemplo

A candidatura a alguns cursos de Música está sujeita à comprovação de pré-requisitos que consistem na realização de provas de aptidão musical.

A classificação destas provas é expressa num valor numérico, convertível para a escala de 0 a 200.

Se a instituição tiver definido que esta classificação tem um peso de 15% na nota de candidatura, se o estudante obtiver a classificação de 13,5 valores naquela prova, esta classificação é convertida para a escala de 0 a 200, multiplicando-a por 10:

13,5 X 10 = 135

multiplica-se este resultado pelo peso de 15% acima referido:

135 X 0,15 = 20,25

Este valor (20,25) é adicionado aos valores das restantes componentes da nota de candidatura. 

Gostava de estudar no ensino superior?

Procure na Universia

A comprovação dos pré-requisitos que exigem a realização de provas de aptidão física, funcional ou vocacional é realizada através da Ficha Pré-requisitos, a emitir pelas instituições de ensino superior que os realizam.

As Fichas de Pré-requisitos normalmente possuem um código de ativação que servirá para o candidato comprovar a aprovação no pré-requisito. Na candidatura online o código de ativação deve ser indicado e nos outros casos deve ser entregue esta ficha no ato de formalização da candidatura ao ensino superior.

Os pré-requisitos dos Grupos C, G, I, K, M, P, R, V, Y e Z devem obedecer a estas normas.

A satisfação dos pré-requisitos que não exijam provas de aptidão física, funcional ou vocacional e que sejam de comprovação meramente documental, são entregues pelos candidatos no ato da matrícula e inscrição no ensino superior, na instituição de ensino superior que os exige, caso ali venham a obter colocação, sendo condição indispensável para a realização da matrícula e inscrição.

Encontram-se nesta situação os pré-requisitos dos Grupos A, B, D, E, F, Q e X.

Fique a conhecer os diferentes pré-requisitos:

Grupo A e B: Comunicação interpessoal

Ausência de deficiência psíquica, sensorial ou motora que interfira gravemente com a capacidade funcional e de comunicação interpessoal a ponto de impedir a aprendizagem própria ou alheia.

Grupo C: Aptidão funcional, física e desportiva

Verificação das capacidades de robustez e de domínio técnico básico necessárias à condução do ensino e treino de especialidades desportivas.

Grupo D: Capacidade de visão

Capacidade de visão adequada às exigências do curso.

Grupo E: Aptidão funcional e física

Aptidão para a realização de atividade desportiva.

Grupo F: Capacidade visual e motora

Capacidade visual e motora adequada às exigências do curso.

Grupo G: Aptidão Musical

Verificação de capacidades específicas no domínio da aptidão musical.

Grupo I: Aptidão funcional e artística

Verificação de capacidades que assegurem o domínio básico das técnicas de Dança e qualidades de expressão artística.

Grupo K: Aptidão vocacional

Verificação da capacidade vocacional adequada às exigências do curso.

Grupo M: Capacidade vocacional

Verificação da capacidade vocacional adequada às exigências do curso.

Grupo P: Aptidão Musical

Verificação de capacidades específicas no domínio da aptidão musical.

Grupo Q: Aptidão Física

Verificação de capacidades para a prática da equitação.

Grupo R: Aptidão Musical

Verificação de capacidades específicas no domínio da aptidão musical.

Grupo X: Capacidade de visão

Capacidade de visão adequada às exigências do curso.

Grupo Y: Aptidão musical e de execução

Verificação de capacidades específicas no domínio da aptidão musical e de execução.

Grupo Z: Aptidão musical

Verificação de capacidades específicas no domínio da aptidão musical.

Para ficar a saber mais sobre os grupos e pré-requisitos pode consultar a página online da Direção-Geral do Ensino Superior (DGES).

Conselhos para sobreviver ao primeiro ano da universidade

Infografia: Conselhos para sobreviver ao primeiro ano da universidade

Apresentamos as chaves para que o estudante possa sobreviver a esta nova fase da vida e entrar com o pé direito no primeiro ano da universidade.

Inscreva-se e baixe este infográfico gratuitamente


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.