text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Não é o professor que tem que motivar o aluno na universidade, diz cientista

      
A massificação do ensino superior não trouxe uma quebra de qualidade
A massificação do ensino superior não trouxe uma quebra de qualidade
  • A motivação do aluno na universidade deve ser encontrada internamente e não é da responsabilidade do professor.
  • Existe uma "infantilização do ensino secundário" que é extensível à universidade.
  • Para o cientista Carlos Fiolhais “o saber exige esforço, vontade e atenção do próprio”.

Na universidade ou nos politécnicos não é ao professor que cabe a responsabilidade de motivar o aluno. O físico, professor universitário e divulgador de ciência, Carlos Fiolhais defende que é necessário estimular a autonomia do estudante universitário, numa entrevista publicada pelo jornal Público.

Esta é uma diferença em relação ao ensino básico ou secundário, em que considera o cientista, os “alunos têm que ser dirigidos”. Quando chegamos ao ensino universitário estamos perante estudantes adultos que já devem ter uma clara noção da responsabilidade.

Gostava de estudar no ensino superior?

Procure cursos na Universia

Apesar de admitir que existem estratégias que podem captar a atenção dos alunos, Carlos Fiolhais considera que a motivação é o segredo. No entanto, sublinha que é um erro considerar que cabe ao professor a tarefa de motivar. O acento tónico deve estar na capacidade do aluno se mobilizar internamente. Para o físico existe “uma infantilização do ensino secundário” que se vai estendendo até à universidade.

O cientista adianta que o problema vem de uma espécie de “paternalismo” muitas vezes alimentado pelas explicações, “a chave para entrar no superior". Os estudantes têm que aprender que “o saber exige esforço, vontade e atenção do próprio”. 

O professor catedrático da Universidade de Coimbra afirma ainda que a massificação do ensino superior não trouxe uma quebra de qualidade, considerando que existem outros problemas como o excesso de exames ou até de aulas.

4 ideias do cientista Carlos Fiolhais sobre o ensino superior


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.