text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Por que estudar no estrangeiro pode ser bom para você

      
Por que estudar no estrangeiro pode ser bom para você
Por que estudar no estrangeiro pode ser bom para você  |  Fonte: istock

Para alguns, pode parecer algo muito difícil, mas estudar no estrangeiro não é coisa de outro mundo. Estudantes europeus de estados que fazem parte da União Europeia podem se utilizar do programa Erasmus para conhecer outros países e instituições. Deve-se estar atento ao fato de que entre as diversas opções é melhor levar em conta as opções que se adaptam melhor aos seus estudos. Por exemplo, um estudante da língua alemã encontrará os melhores ambientes para estudar essa língua na Alemanha, Áustria ou Suíça.

Antes de se viajar é melhor conhecer os programas de estudos dos locais e dos cursos pretendidos para não se arrepender depois. Dessa maneira é possível retirar o melhor proveito possível dos seus estudos no estrangeiro. Se seus conhecimentos linguísticos do país que escolheu para estudar não são o suficiente, não se preocupe, pois o estudo no estrangeiro com certeza irá melhorar sua aptidão linguística, seja qual for o idioma.

A distância de casa, do lugar que você conhece e das pessoas que você está acostumada pode parecer uma desvantagem, mas na verdade é parte do seu processo de aprendizagem e de amadurecimento. Estudar no estrangeiro não é apenas aprender matérias, uma língua e uma profissão num local diferente do mundo, mas uma maneira de crescer como ser humano.

Estudar no estrangeiro é uma das experiências mais marcantes que podem ocorrer na vida de uma pessoa. Apesar de ser uma mudança brusca na vida, é justamente essa mudança que faz essa experiência ser tão rica. Estudar no estrangeiro abre portas a um mundo totalmente novo e diferente, não apenas em relação aos estudos mas para o próprio indivíduo.

Quando achar um local para estudar, passar pelo processo burocrático e de seleção (se houver), chegar ao país novo trará novas responsabilidades e novos afazeres. Primeiro, parecerá difícil, mas com o tempo é possível se acostumar e aprender a retirar cada pedra que aparecer no seu caminho.

Seu novo local de estudo deve estar habituado a receber estudantes e universidades normalmente contam com centros de apoio aos estudantes. Tais centros podem te ajudar a achar um local para viver, como e onde fazer documentos novos (quando necessário) e a conhecer sua nova faculdade e centro de estudos.

Estudar no estrangeiro pela experiência de vida já é algo muito importante. Mais importante ainda é saber escolher o lugar correto junto do curso pretendido. É preciso que seu tempo de estudo no estrangeiro enriqueça seu currículo, seus conhecimentos e que seja reconhecido como algo que fará diferença na sua vida intelectual e profissional.

Por exemplo, algumas universidades são mais reconhecidas pelas suas faculdades de estudos históricos, literários e filosóficos, então, seria uma má escolha para alguém que quer estudar algum tipo de engenharia, marketing ou programação. É preciso fazer uma leitura prévia sobre a universidade ou escola onde se pretende estudar no estrangeiro.

Apesar de ser um experiência importante, estudar no estrangeiro também pode ser mal se a escolha que você fizer não corresponder a uma boa educação, uma boa convivência social, e a uma boa adequação de vida no novo local selecionada para ser sua morado por alguns meses ou até alguns anos.

De maneira geral, estudar no estrangeiro só tem a fazer bem para você. Trata-se de uma boa escolha para você, para o seu futuro, para sua carreira e para o seu intelecto. É uma escolha que só enriquece a sua vida e o seu futuro.  


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.