text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Qual a importância das Associações de Estudantes

      
Qual a importância das Associações de Estudantes
Qual a importância das Associações de Estudantes  |  Fonte: istock

As Associações de Estudantes, no seio Universitário, estiveram muito condicionadas até se dar o 25 de Abril em Portugal. Até essa data o associativismo não era permitido, ainda que em algumas Universidades resistissem em manter Associações de Estudantes. Podemos dizer que foi no começo dos anos 80 que se deu o boom do associativismo juvenil, acompanhado da partidarização dos mesmos. As Associações de Estudantes possuem uma estrutura hierárquica onde se distinguem o Presidente, Vice-Presidente e Tesoureiro; assim como diversos vogais que trabalham segundo áreas de interesse como são: a cultura, acção social ou âmbito pedagógico.   

Experiência de Cidadania para os mais jovens

A Associação de Estudantes (A.E) pode ser uma das primeiras plataformas de cidadania para muitos jovens. Apesar desta forma de associativismo estar mais ligada ao ensino secundário e universitários, algumas escolas do ensino básico, em Portugal, chegam a ter estudantes dispostos a formar uma A.E. Na constituição de uma A.E, a fase mais importante é a de eleição da mesma. Os alunos que desejem poderão constituir listas, fazer promessas eleitorais em benefício de todos os estudantes e, no fundo, agir democraticamente para a eleição da A.E. Para muitos jovens esta é a primeira experiência acerca do funcionamento democrático das instituições, tratando-se de uma forma responsável de aprendizagem para uma participação ativa na sociedade que os rodeia.

Associações de Estudantes no Ensino Universitário

É no ensino universitário que existe maior tradição e força nas Associações de Estudantes. Em parte, isto deve-se porque os estudantes já atingiram a maioridade e podem recorrer a diversos instrumentos que são organizadores da vida estudantil. Por outro lado, existem fortes tradições de Associações de Estudantes na principais Universidades do país. As funções das Associações de Estudantes englobam muitos aspetos da vida universitária, cultivando o relacionamento entre estudantes e os Orgãos de Governo que constituem a Universidade. É também através das Associações de Estudantes que se organizam eventos culturais, desportivos, académicos e sociais. O impacto das Associações de Estudantes na vida universitária é bastante singular, pois também têm o poder de influenciar as estratégias pedagógicas das Universidades.

Juventudes Partidárias e Associações de Estudantes

É também através das Associações de Estudantes que começam as preocupações políticas que irão definir formas de ação na estrutura da comunidade académica. Desta forma, em Portugal, as Associações de Estudantes estão, também, particularmente ligadas às juventudes partidárias. Por norma, a vida política de muitos dirigentes partidários começa pelo seu envolvimento com as Associações de Estudantes. Muitas das listas que concorrem para as Associações de Estudantes refletem um partido político e/ou uma posição ideológica. Assim as juventudes partidárias têm como grande âmbito de atividades as Associações de Estudantes, reservando recursos para momentos pré e pós-eleitorais. Esta é também uma forma de propaganda política que age diretamente sobre as necessidades de jovens recém-recenseados e, por isso, aptos para o voto em eleições a nível nacional e europeu.


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.