text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Como trabalha um professor universitário

      
Como trabalha um professor universitário
Como trabalha um professor universitário  |  Fonte: istock

O caminho para se tornar um professor universitário começa com a licenciatura. O primeiro ciclo de estudos poderá vir a tornar-se a área de estudos e trabalho. É comum que futuros professores universitários de determinadas áreas estudem ao longo da vida na sua área de conhecimentos ou em áreas próximas. Por exemplo, alguém formado em história poderá continuar seus estudos em paleografia; ou alguém formado em engenharia física continuar os seus estudos em física nuclear.

Terminada a licenciatura deve-se procurar um mestrado. O mestrado vai ser o primeiro passo para também se tornar um investigador científico. No mestrado o estudante não vai apenas especializar-se numa área do saber, mas também irá aprender a fazer investigação sob orientação de um especialista, nomeadamente o orientador de tese. É importante que o aluno tenha em mente o que quer fazer e qual universidade lhe irá proporcionar o melhor ensino. Um mestrado tem em média dois anos de duração.

O mestrado é importante porque abre portas para a investigação, assim como estabelece contatos no mundo académico que podem vir a proporcionar um doutoramento. O doutoramento é o passe seguinte depois da obtenção do mestrado. Um doutoramento tem em média entre 3 a 4 anos de duração.

Este será um dos passos necessários para poder tornar-se professor universitário, mas a carreira como professor universitário poderá começar logo após a conclusão do mestrado. O doutoramento trata-se de um período de grande investimento pessoal para a especialização numa área. Será necessária uma grande dedicação à investigação científica. Terminado o doutoramento poderá ainda fazer o curso de pós-doutoramento, onde poderá realizar uma nova investigação a partir de algum centro de estudos na sua área de domínio.

Para se tornar num professor universitário é necessária a especialização na área, assim como um bom currículo com publicações em revistas científicas ou participações em eventos científicos. Além destas situações, é necessário passar por um processo de seleção onde o candidato poderá ser ou não ser selecionado. Isto vale para as candidaturas em universidades públicas. Já em universidades privadas, as vagas são preenchidas como em qualquer outro posto de trabalho, ainda assim é necessário ter graduação de segundo ciclo e um bom currículo.

Porém um professor universitário tem bastantes responsabilidades. A primeira é dar aulas para licenciaturas e pós-graduações; a segunda é orientar alunos de para teses de conclusão de licenciatura, mestrado e doutoramento; por terceiro o professor deve ainda investir tempo nas suas próprias investigações científicas, publicar os resultados em revistas científicas e em eventos, assim como participar em grupos de estudos e conferências.

Ser um professor universitário é uma profissão que exige muito tempo, esforço e paciência. É necessária dedicação para se tornar um professor universitário. Este é um caminho onde é fundamental o empenho no estudo e numa organização pessoal cuidada. Isto será importante para conseguir lidar com a pressão relacionada com os prazos de pesquisa e de supervisão relacionada com a docência.

Ser professor universitário é uma profissão de prestígio, bem remunerada e que permite atuar em diversos campos de ensino e pesquisa. Tem, igualmente, a possibilidade de competir num mercado mundial de trabalhadores altamente qualificados.  


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.