text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Como é viver numa residência Universitária?

      
Como é viver numa residência Universitária?
Como é viver numa residência Universitária?  |  Fonte: istock

Obviamente, além das vantagens financeiras as residências universitárias ainda tem a vantagem de serem locais com espaços comuns que fomentam o convívio entre estudantes. E uma boa oportunidade para conhecermos colegas das nossas áreas de estudo e sobretudo, de outras áreas de estudo. Existem residências universitárias mistas e unisexo.

Residências universitárias públicas

As residências universitárias públicas são geridas pelas instituições de ensino e apresentam os preços mais vantajosos, principalmente para alunos bolseiros. No entanto, é extremamente difícil conseguir uma vaga nestas residências pois a quantidade de camas disponíveis é muito reduzida quando comparada ao número de estudantes que ingressam no ensino superior. A prioridade é dada aos alunos bolseiros.

Além das residências para estudantes também existem residências universitárias com oferta para pessoal docente, investigadores do quadro e bolseiros de investigação.

Residências universitárias privadas

Além das residências universitárias pertencentes à rede de alojamento do estado também temos oferta privada. Apesar de não serem tão em conta quanto as públicas, a verdade é que estas residências universitárias acabam por ter um custo mais baixo do que alugar um apartamento. Normalmente estas residências também têm espaços privados e de convívio, sendo uma forma de criar novos contactos sociais.

O que está incluído?

Na maioria das residências o valor mensal já inclui as contas referentes à electricidade, água, gás, internet e serviços de limpeza. Também existem serviços de lavandaria que podem ser utilizados pelos estudantes ou gratuitamente ou por um valor mais baixo que as lavandarias self-service. Algumas residências incluem a roupa de cama e de banho, e respectivas mudanças, enquanto noutras o estudante é responsável por trazer a roupa de casa.

Dependendo do tamanho da residência, os espaços de convívio podem ir desde apenas uma cozinha ou kitchenette com espaço para refeições, até à existência de salas de refeições separadas, espaços abertos como pátios ou jardins interiores, varandas e terraços. Algumas residências separam as áreas de estudo de lazer, podendo haver uma sala de estudo distinta da sala de refeições.

Tipos de alojamento

A maioria das residências tem uma grande oferta de quartos partilhados, normalmente entre dois estudantes. Ainda assim, é possível que hajam residências universitárias com quartos individuais. Obviamente, um quarto partilhado tem sempre um custo inferior mas também tem menor privacidade e autonomia. Por exemplo, não poderão fazer noitadas de estudo.

Para além dos quartos, existem também opções mais semelhantes a apartamentos ou estúdios, que normalmente se adequam mais a bolseiros de investigação, investigadores ou docentes. Neste caso, há um número mais reduzido de quartos e os apartamentos podem estar equipados com salas de estar, cozinhas e acesso directo à rua. Estes apartamentos ou estúdios costumam ter um valor mais elevado, ainda que inferior aos apartamentos. O seu preço inclui os mesmos serviços que os quartos partilhados.

Regulamentos

Viver em harmonia numa casa ou apartamento partilhado é difícil, conforme o número de pessoas vai aumentando a probabilidade de haverem atritos é ainda maior. Por este motivo, a maioria das residências universitárias têm regulamentos próprios. Nestes regulamentos estão descritos todos os direitos dos residentes e também as regras de utilização dos espaços comuns, desde os quartos partilhados às salas de estudo.

A exceção das Repúblicas Universitárias

As repúblicas universitárias são residências universitárias geridas pelos próprios estudantes. Em Coimbra existem 28 repúblicas, pois é a cidade onde esta tradição tem mais expressão. Nestas repúblicas o valor da renda mensal é muito reduzido, no passado chegou a ser mesmo um valor meramente simbólico. Viver numa república é uma experiência muito diferente e segundo os ditados populares, cada ano numa república corresponde a cem anos de vida.




Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.