text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Como fazer uma carta de motivação para aceder ao mestrado?

      
Como fazer uma carta de motivação para aceder ao mestrado?
Como fazer uma carta de motivação para aceder ao mestrado?  |  Fonte: istock

Fazer um Rascunho

Para qualquer documento que tenha de redigir, será sempre bom começar por um rascunho. Aqui poderá por começar a enumerar diversos assuntos que terão de estar representados na sua carta de motivação, nomeadamente:

  • Listar as formações académicas pelas quais passou, as experiências profissionais, competências relevantes de outras áreas, atividades pelas quais passou e com as quais adquiriu soft-skills.
  • Enumerar informações sobre o mestrado a que pretende aceder, assim como da Instituição para a qual se quer candidatar
  • Começar a alinhavar as razões pelas quais é o candidato certo para este curso – fazer uma ligação entre as várias experiências que já teve com aspectos individuais da formação à qual se está a candidatar.

Montar o Esqueleto da Sua Carta

Este é o momento em que terá de dar sentido às informações que resultaram do seu rascunho. Lembre-se que existem alguns aspetos formais que uma carta deverá conter, nomeadamente: a quem deve dirigir a carta; o objetivo pelo qual está a redigir a carta; a apresentação pessoal; os motivos da candidatura; e o final que deverá fechar a sua carta com uma despedida.

Apesar destes elementos terem de estar de uma forma ou outra presentes na carta, existirão formas mais originais com os quais pode jogar a seu favor. Assim, deverá determinar um princípio, meio e fim – sim, como se tratasse de uma pequena história. Lembre-se que uma narrativa peculiar acerca de si próprio e do curso que pretende frequentar, poderá fazer a diferença e tornar a carta de motivação mais atrativa.

Assim, não se limite a fazer uma mera descrição do seu rascunho. Acompanhe os parágrafos designados, com alguma memória que seja importante mencionar (a experiência de estudar no estrangeiro, por exemplo). Procure fazer um tom formal, mas não demasiado distante. Muitas vezes uma escrita de proximidade poderá fazer veicular a sua mensagem com maior sucesso.

Saber Manter a Autenticidade

No momento de escrever a sua carta, procure sempre descrever as suas próprias experiências e percepções que mantém acerca do curso que procura realizar. Tente não copiar impressões que não são suas ou falar sobre experiências que nunca viveu. Lembre-se que uma carta de motivação pretende um contato genuíno com o recetor. Acima de tudo, que seja um decalque da forma como viveu as suas experiências académicas e profissionais – e em como estas o tornam num indivíduo singular e preparado para receber a formação que pretende adquirir.   


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.