text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

5 competências de comunicação para ter êxito no emprego

      
As competências de comunicação são um dos elementos mais importantes para incluir não só no C.V. como também na entrevista de emprego.
As competências de comunicação são um dos elementos mais importantes para incluir não só no C.V. como também na entrevista de emprego.  |  Fonte: iStock

Muito à semelhança das competências digitais e das competências relacionadas com o trabalho - como ser pontual, diligente, orientado para os objetivos e  atento aos detalhes - as competências de comunicação são um dos elementos mais importantes para incluir não só no C.V. como também na entrevista de emprego. Sem esquecer que, para alcançar o sucesso na esfera do trabalho, é essencial procurar desenvolver  continuamente estas e outras competências transversais (ou soft skills).

Confira neste artigo quais as principais competências e capacidades comunicativas que deve ter presentes de forma a ter êxito no mundo profissional:


5 das competências de comunicação mais valorizadas no mundo profissional:


1. Escrever clara e concisamente


Não significa necessariamente omitir detalhes (principalmente se forem importantes) quando transmitir informação escrita. Significa sim saber reunir informação apropriada, assim como priorizar e organizar a informação a transmitir  consoante a sua relevância. O fundamental será excluir opiniões /relatos pessoais  que não acrescentem nada de significativo. 


Regra geral, o seu chefe não estará interessado em saber  quão antipático foi o funcionário dos Recursos Humanos que o atendeu quando abrir a caixa de e-mail.  Estará interessado apenas em saber se teve sucesso ou não na tarefa que lhe foi delegada, e o que há a fazer  caso a mesma não tenha sido completada com êxito. A estrutura do update deverá ser a seguinte:


  • Resumo - um sumário objetivo da situação presente

  • Explicação - uma justificação breve onde não constem opiniões pessoais (caso alguma coisa tenha falhado)

  • Solução - o que há a fazer para completar a tarefa/ projeto

    Nota: Nunca se esqueça de iniciar e terminar os e-mails ou mensagens de forma cordial e/ou adequada, conforme a situação.


2. Falar de maneira correta e inequívoca


Esta competência implica, por um lado, saber transmitir informação oralmente de maneira correta através de um vocabulário adequado. Ou seja, sem que o mesmo comporte um cariz excessivamente simples nem rebuscado. Por outro lado, implica também que ao transmitir a informação através da linguagem falada, o faça eficazmente sem estar preocupado apenas com o registo.


Experimente imaginar um mapa mental organizado por tópicos onde consiga visualizar as coisas importantes que tem de dizer. Em seguida, mentalize-se que para cada tópico deverá apenas focar-se em transmitir a informação essencial e de forma a articular uma visão clara. Por último, nunca se esqueça: quando na dúvida,  é sempre preferível transmitir informação a mais do que a menos. Lembre-se também que uma das maneiras de expandir e atualizar consistentemente o seu vocabulário é a leitura


3. Escutar ativamente


A maioria das pessoas está apenas focada em que o seu interlocutor acabe de falar para, em seguida, contra-atacar com o discurso mental que já tinha preparado desde há 5 minutos atrás. A escuta ativa trata-se precisamente do contrário: pressupõe que esteja disponível para se questionar a si mesmo e pôr as suas ideias em causa, assim como desempenhar um papel ativo numa conversa mesmo enquanto estiver remetido ao silêncio. Escutar ativamente implica desta forma ter uma mentalidade aberta e que possa encaixar ou pelo menos considerar novas perspetivas.

Se a princípio não conseguir que este comportamento flua genuinamente experimente seguir estes passos:

  • deixar a outra pessoa falar até ao fim, sem a interromper

  • providenciar uma indicação verbal, rematada por um silêncio de compenetração introspetiva, que demonstre que compreendeu o que acabou de ouvir, e está a considerar

  • finalmente, se tiver algum comentário construtivo sobre o assunto, faça uma “sandwich” com a sua crítica/nota, balizando-a por 2 coisas positivas que tenha gostado no conteúdo da ideia da outra pessoa

4. Ser persuasivo 


Ser persuasivo é diferente ser manipulador. Uma pessoa manipuladora é alguém que força os outros a tomar parte nos seus interesses através da força,  chantagem, ou mentira. Já uma pessoa persuasiva procura convencer os outros através de técnicas e estratégias de comunicação inócuas. Algumas destas técnicas de persuasão que vários estudos indicam serem eficazes são  por exemplo:


  • Elogiar o outro sinceramente - Encontre qualquer coisa que verdadeiramente lhe agrade na pessoa que quer persuadir. Desta forma, o elogio soará sincero e não corre o risco de passar por “engraxador”. Esta lógica fundamenta-se nos mecanismos associativos entre a memória, o marcador somático, e os lobos pré-frontais.

  • Pequenos favores - Não só fazer como pedir que lhe façam pequenos favores são duas coisas que vão aumentar o grau de sugestionabilidade da pessoa que quer persuadir. Tem a ver com a genética dos mecanismos de cooperação da espécie humana.

  • Contexto - timing e circunstância são 2 dos 3 fatores fundamentais para estabelecer uma estratégia de persuasão eficaz. O terceiro fator é a suscetibilidade que a pessoa tem para ser persuadida.

5. Dar feedback


Para dar feedback de maneira construtiva convém que tenha em conta algumas linhas orientadoras. Em primeiro lugar, foque-se em como as coisas correram em vez de se focar na pessoa. Outro aspeto importante é dar feedback atempadamente, de forma a que a pessoa tenha tempo para integrar a sua avaliação. Por último, procure ser concreto, ter uma atitude positiva, e que a conversa seja mais próxima de um diálogo do que uma lista das compras de sugestões.



Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.