text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Como superar as frustrações ligadas à Investigação e Escrita da Tese de Mestrado

      
Até mesmo para aqueles que já se encontram a escrever a sua tese de mestrado, também poderão surgir bloqueios de escrita ou dúvidas.
Até mesmo para aqueles que já se encontram a escrever a sua tese de mestrado, também poderão surgir bloqueios de escrita ou dúvidas.  |  Fonte: iStock

Até mesmo para aqueles que já se encontram a escrever a sua tese de mestrado, também poderão surgir bloqueios de escrita ou dúvidas para uma melhor compreensão do trabalho que estão a desenvolver. Na verdade, a tese de Mestrado poderá assumir distintas formas, conforme o tipo de trabalho a desenvolver (que poderá cair no âmbito da dissertação, trabalho de projeto ou relatório de estágio). Tendo em conta estas diversas vertentes, abordaremos com maior critica o trabalho da dissertação – cujos aspetos formais são diferentes, mas que utiliza um esquema de planeamento e motivação para escrita que é similar às restantes hipóteses.     

Aspetos Formais a ter em conta para uma Tese de Mestrado

Na estrutura típica de uma dissertação para uma tese de Mestrado é necessário ter em conta os seguintes aspetos (seguindo a ordem indicada):

  • Proposta de Pesquisa

Este é o momento em que escolherás a questão/tema científico a ser abordado. É nesta fase que procurarás um orientador que te ajudará a nível de conhecimento científico, mas também para delinear um plano de trabalho. 

  • Introdução

Aqui começa a redação da tese de Mestrado propriamente dita. O capítulo da Introdução servirá para introduzires o tema escolhido, assim como o objeto de trabalho em relação a esse mesmo tema. Poderás fazer inferências sobre a importância científica da tua escolha e que questões irão derivar da mesma. 

  • Revisão da Literatura

O passo seguinte, será realizar uma revisão da literatura, isto quer dizer, apresentar exaustivamente o conhecimento científico já produzido no âmbito do tema da tese. Este é o momento para apresentar também as hipóteses a serem testadas através de uma abordagem empírica.  

  • Metodologia e Análise de Dados

Tendo em conta que a tese de Mestrado é um documento que tem como função o desenvolvimento do conhecimento científico, esta deverá conter o método correto de análise das leituras e dados existentes. 

  • Conclusões, Contributos, Limitações e Investigação Futura

Esta é a fase em que o aluno deverá fazer uma reflexão critica acerca das respostas a que chegou, mas também das novas questões que se abriram. Deverá fazer uma menção às contribuições que foram necessárias para a tese e deixar em aberto o que se poderá fazer enquanto investigação futura acerca do tema.

Organização e Planeamento de uma Tese de Mestrado

A melhor pessoa que poderá indicar os passos e planeamento da tese de Mestrado, será a figura do Orientador. Ainda assim a Universia recomenda:

  • Definir o tema é o primeiro passo a realizar.
  • Faz uma pesquisa exaustiva de literatura no âmbito do tema que escolheste – poderá ser necessário fazer pequenas fichas de leitura e organizar um calendário com as leituras que deverás fazer.
  • Realiza um devido tratamento à informação, delineado aquilo que será mais importante para a tua tese de Mestrado.
  • O momento de redação será possivelmente o mais difícil, assim que deverás ter toda a informação organizada e cumprir com os passos que fazem parte da forma que toma uma dissertação.

Ultrapassar o medo da página em branco e outros bloqueios ao nível da Escrita

Muitas das frustrações ligada à tese de Mestrado encontram-se no momento da escrita da mesma. Para que possas ultrapassar tamanho empreendimento, deverás começar por ter um fio condutor em relação às diversas leituras e análises de dados. Cumprindo sempre com uma metodologia própria, deverás organizar o sumo da informação num documento de rascunho, assim para que saibas aquilo o que é mais relevante em todos os capítulos da tua dissertação. Evita escrever sem teres o apoio de um esboço, feito por ti, com os conteúdos mais importantes a serem apresentados.

O momento da conclusão, que chega numa altura em que poderás já estar cansado de escrever, é aquele que te permitirá um maior juízo critico a nível pessoal e onde a tua capacidade de escrita poderá ter mais relevância. Deste modo, dá-te algum tempo para te dedicares à conclusão. Vale a pena procurar musas inspiradoras com momentos de quietude e introspeção – e quando o apelo surgir, não olhes para trás com receio acerca do teu conhecimento ou capacidade de eloquência.  Mergulhar de uma vez só é o segredo para a fluência escrita. 


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.