text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Desenvolvimento Pedagógico e STEM

      
A realidade STEM começa no princípio do milénio nos Estados Unidos
A realidade STEM começa no princípio do milénio nos Estados Unidos.  |  Fonte: iStock

A realidade STEM começa no princípio do milénio nos Estados Unidos, ocupando pedagogos com a possibilidade de melhorar o ensino destas áreas e poder encaminhar cada vez mais alunos motivados para uma aprendizagem STEM a nível superior. A partir desta conjugação de fatores foi possível aceder a profissionais altamente valorizados no mercado de trabalho, devido à aquisição de um conjunto de competências que influenciam as profissões do futuro. A abordagem STEM é um caminho para a possibilidade de resolução dos desafios que se seguem, através da capacidade criativa e conjunção de áreas do conhecimento importantes para o desenvolvimento humano.  

STEM enquanto modelo pedagógico

STEM começa por ser uma abordagem para uma aprendizagem criativa. É aplicado sobretudo no ensino não-universitário, como meio de estimular o pensamento do aluno para estas áreas. Muitas vezes, são os próprios alunos que se perguntam acerca da aplicação prática daquilo que estão a aprender. A abordagem surge assim com a proposta de desafios que possam ser resolvidos através da Ciência, Tecnologia, Engenharia e Matemática – de um modo que possibilite o aluno a pensar em problemas reais utilizando também competências sócio emocionais. Isto quer dizer, desenvolver a capacidade de trabalhar em grupo, superar problemas por meio dos conteúdos de aprendizagem escolar e devolver o sentimento de autorrealização através da conquista dos objetivos associados aos desafios STEM.   

STEM para a criação de cursos multidisciplinares

Os cursos STEM serão aqueles que contemplam o ensino da Ciência, Tecnologia, Engenharia ou Matemática. Nas Universidades de referência do ensino de Engenharias é grande a probabilidade de os alunos encontrarem disciplinas nucleares associadas à matemática ou à tecnologia. Assim como as Ciências partilham do envolvimento destas disciplinas para que possa ser compreendida a largo espetro. Ainda que a maioria dos cursos destas áreas partilhem multidisciplinaridade é normal que no ensino universitário se procure uma especialização e que os últimos anos de curso possam ser voltados para aquisição de conhecimento específico de uma destas áreas. 

Vantagens laborais através de um ensino STEM

Podemos desde já dizer que a necessidade de pessoas formadas nas áreas STEM é grande. O desenvolvimento científico e tecnológico que estamos a viver requer cada vez mais profissionais capazes de resolver as demandas dos problemas contemporâneos. No entanto, devemos ter em atenção que o desenvolvimento de competências nestas áreas deve vir desde o princípio da escolaridade e que faz muito mais sentido aplicar a abordagem STEM, para que no futuro estas crianças e jovens decidam escolher estudar nestas áreas. Ainda assim, consulta o portal de emprego Universia ou o portal de emprego da tua universidade e analisa as ofertas disponíveis nas áreas de Ciência, Tecnologia, Engenharia ou Matemática.


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.