text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

As melhores maneiras de falar sobre os pontos fortes na entrevista de emprego

      
Para enumerar os seus pontos fortes refira exemplos de sucesso em empregos anteriores
Para enumerar os seus pontos fortes refira exemplos de sucesso em empregos anteriores  |  Fonte: iStock

Por outro lado, há que procurar não passar por pretensioso, arrogante, ou até mentiroso - dê-se o caso de discorreres sobre o teu expertise em macrosheets de Excel, e depois se verificar que tens de perder 15 minutos num tutorial de Youtube para saberes como se juntam duas células. Se queres poder dizer que és um expert em macrosheets de Excel, por exemplo, tira 45 minutos 3 dias por semana durante 2 meses para de facto te tornares um.


Assim, “nem tanto ao mar nem tanto à terra”. A arte de falares sobre os teus pontos fortes  na entrevista de emprego é acima de tudo um equilíbrio que observa uma segunda competência - que é a arte do “virar o jogo” no que toca a questão dos pontos fracos. Já lá vamos.


Resumindo, tenta não confundir a procura deste equilíbrio, que como em tudo na vida, para ti próprio nunca será ideal quando pensares na entrevista em retrospetiva - com “escudares-te” na falsa modéstia. Isso, do ponto de vista do teu entrevistador, é uma enorme bandeira vermelha se se verificar que é uma recorrência em ti, porque mostra insegurança para lidar com os problemas quando as coisas correm mal. Portanto, o melhor mesmo é antes de mais nada ficares a conhecer 5 maneiras simples de desenvolver os teus pontos fortes para que tornes numa pessoa melhor em qualquer área da vida.

1. A técnica da Sandwich


Para saberes falar dos pontos fortes, a primeira coisa é desocupares-te de pensar sobre como falar dos pontos fracos. Quando te perguntarem quais são os teus pontos fracos, poderás responder com a técnica da sandwich, dizendo algo dentro deste formato:


“Sem dúvida tenho capacidade e vontade de trabalhar mais do que um aspecto que sei que posso melhorar. Por exemplo, apesar de ser uma pessoa bastante responsável, considero que se tivesse uma gestão de tarefas diárias mais organizada poderia estar mais disponível para imprevisibilidades.”. 


A vantagem de o fazer desta forma é que o técnico de recrutamento vai perceber que sabes assumir os seus erros e que estás disposto a trabalhar para evoluir, além de largares duas palavras-chave positivas no processo, que são “responsabilidade” e “disponível”.

2. Escreve-os


Se tu não consegues fazer uma boa lista, tem em conta tudo aquilo que os teus chefes já te disseram no anteriormente. Pergunta a outras pessoas quais são os teus melhores atributos. Se ainda assim não consegues ver quais são as tuas melhores competências, olha para os projetos mais estimulantes que já desenvolveste e visualiza os recursos internos a que recorreste para os concluir.

3. Pensa em qualidade, não em quantidade


A resposta não deverá ser muito longa. Às vezes, uma única palavra pode convencer o recrutador de que és a pessoa ideal para a vaga. Por isso, pensa bem em qual é a tua maior qualidade, como por exemplo a responsabilidade, a capacidade de organização ou a criatividade que são sempre escolhas seguras e compreensivas.

4. Dá exemplos concretos


Ao mesmo tempo que vais construindo a tua resposta, cita exemplos de sucessos em empregos anteriores para dar mais veracidade às tuas qualidades. Escolhe situações em que o teu ponto forte se destacou. Por exemplo:


  • Exemplo 1: “Numa altura crítica de trabalho em Maio do ano passado o sistema informático da empresa ficou em baixo inesperadamente. Posso dizer que foi uma situação limite que pude resolver em tempo útil graças à minha experiência e conhecimentos avançados em Gestão de Sistemas que tenho vindo a desenvolver e aprofundar desde há X tempo.”

Ou, para ilustrar um outro cenário exemplificador:


  • Exemplo 2: “Saber lidar com pessoas é uma arte e um talento, que como qualquer coisa requer treino e determinação. É preciso ser determinado para não desistir de salvar uma relação, seja de que natureza for. Por exemplo, fazer terapia com pacientes que tenham um enquadramento familiar difícil desde a infância é sempre muito mais complicado. Posso dizer que foram os X anos/meses na ala Y do hospital Z que me deram a possibilidade de ter uma taxa de sucesso na reintegração social dos meus pacientes que fala por si. E é isso que me dá energia para conseguir ver sempre alguma coisa positiva em qualquer situação, o que muitas vezes não é fácil.”

5. Exagera


Mesmo que tenhas uma competência incrível para detectar e desenvolver talentos, ainda podes aumentar esses atributos. Mantém o foco em núcleos de talento e procura desenvolver um de cada vez. Podes fazê-lo através de blogs, workshops, conferências e seminários.

Descobre como ter sucesso numa entrevista de emprego

Aumenta substancialmente as tuas probabilidades de contratação com estes conselhos para o sucesso em qualquer processo de recrutamento. 

FAZ DOWNLOAD DO EBOOK


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.