text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Entrevistas de Emprego: Perguntas tendenciosas e vagas podem prejudicar os candidatos

      
Entrevistas de Emprego: Perguntas tendenciosas e vagas podem prejudicar os candidatos
Entrevistas de Emprego: Perguntas tendenciosas e vagas podem prejudicar os candidatos  |  Fonte: Shutterstock
Notícias Seu Emprego, Universia Brasil

DICAS DE RECRUTAMENTO

Os Técnicos do Universia Emprego deixam algumas dicas sobre como conseguir emprego, como funciona o mercado de trabalho e o desenvolvimento profissional. Acompanhe a série

Muito se fala sobre a preparação dos candidatos para as entrevistas de emprego. No entanto, não é apenas o candidato que necessita de se preparar para uma entrevista de emprego.O técnico de recrutamento não pode conduzir a conversa sem estar preparado. A experiência é desafiante tanto para ele, como para o candidato que está naquele momento à sua frente.

Uma atuação negativa por parte do técnico de recrutamento pode prejudicar o candidato que está a ser entrevistado. Quando o líder conduz uma entrevista, sem analisar previamente o candidato que tem diante de si e sem ter os requisitos da vaga bem definidos, pode interpretá-lo de forma equívoca e acabar por atrapalhar o desenrolar da entrevista.

Para verificar se os candidatos possuem o perfil adequado à vaga a preencher, o recrutador deve preparar previamente algum material consistente com o que pretende para conseguir conduzir a entrevista de maneira assertiva. Portanto, antes de receber cada candidato, tem como dever e obrigação refletir sobre as suas expectativas para a posição e a cultura organizacional da sua empresa, além de analisar os currículos recebidos e desenvolver perguntas para descobrir se aquele é efetivamente o profissional ideal para a oportunidade em questão.

Uma entrevista de emprego deve ser conduzida num formato de diálogo. Ou seja, o recrutador deve estruturar perguntas que estimulem a conversa entre ele e o entrevistado. Isso significa que perguntas tendenciosas e com segundas intenções – que estimulam respostas negativas para a imagem do candidato – ou vagas – e que só podem ser respondidas com “sim” ou “não” – não servem para este fim.

A entrevista, deverá ser o espaço ideal para o candidato expor o seu perfil profissional, as suas habilidades e competências. Por isso, as perguntas devem ser estruturadas de forma a que os candidatos estejam à vontade para responder. Afinal, nenhum candidato pode ser afetado negativamente se não teve oportunidade de se apresentar de forma adequada.

Promover um diálogo com o candidato é fundamental para que este possa ser avaliado de maneira assertiva, quer no que respeita às suas competências técnicas, quer no que se refere às suas características comportamentais. Ao fazer perguntas cujas respostas não vão dar continuidade à conversa, está também a autossabotar-se, pois terá dificuldades acrescidas para encontrar o profissional ideal para a vaga disponível.


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.