text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

É boa ideia mudar de trabalho no verão?

      
O verão pode ser uma boa época para mudar de emprego, na medida em que muitos potenciais concorrentes estão de férias
O verão pode ser uma boa época para mudar de emprego, na medida em que muitos potenciais concorrentes estão de férias
  • No verão a concorrência é menor e pode ser uma boa ideia apostar no envio de CV para mudar de trabalho.
  • Os setores ligados ao turismo e lazer necessitam de um reforço de recursos humanos nesta época do ano.
  • Se deseja mudar de trabalho neste verão evite alguns erros e não se precipite.

Todos temos um propósito na vida, mesmo que não saibamos responder de imediato qual é e que o excesso de trabalho nos tenha afastado dele. Se é assim, é importante reconetar, permitir que a expetativa nos guie e nesse caso talvez o mais indicado não seja apenas mudar de trabalho, mas também reorientarmos e provocar uma mudança de 360 graus na nossa atividade laboral.

verão pode ser uma boa época para mudar de emprego, na medida em que muitos potenciais concorrentes estão de férias ou a planeá-las. Nesta época quase ninguém quer pensar em questões laborais.

Ao contrário do que a maioria dos trabalhadores pode pensar, as necessidades de recrutamento não escolhem época do ano e por isso muitas empresas procuram candidatos nesta altura ou para começar setembro com os departamentos fortalecidos. Existem também setores, como o do turismo e lazer, que nos meses mais quentes do ano têm mais atividade e necessitam de um reforço dos empregados.

Procuras um novo emprego?

Regista o CV

Para algumas pessoas no verão, quando têm um pouco mais disponibilidade, nem que seja pelos dias maiores, aumenta o desejo de mudar de emprego e a vontade de renovar a motivação, mas existem alguns riscos que não se devem esquecer.

Boris Groysberg e Robin Abrahams escreveram na Harvard Business Review um artigo intitulado “Gestão pessoal: cinco erros ao mudar de trabalho” em que advertem que a mudança não é negativa, mas também não é obrigatoriamente positiva. Esta é uma ferramenta que devemos saber usar, evitando alguns erros básicos.

1)   Não investigar o suficiente a nova empresa

Quando mudamos de trabalho investimos em nós mesmos e qualquer um que decida investir por exemplo o capital numa empresa iria investigá-la profundamente.

2)   Sobrevalorizarmo-nos

Existe a possibilidade de que se não progredimos pode ser porque não temos algo que os outros possuem. Talvez seja nossa responsabilidade. Se somos humildes podemos trabalhar nestas aspetos, antes de trabalhar noutro lugar onde o mais provável é que encontremos as mesmas barreiras.

3)   Mudar por dinheiro

É uma visão de curto prazo. Tão importante como o dinheiro é perceber se podemos desenvolver as nossas capacidades como pessoas e profissionais.

4)   Estarmos ajustados com as nossas competências

Mesmo que a vontade de mudar seja forte temos que colocá-las em sintonia com as nossas competências reais. Se não é assim, mais vale esperar por um trabalho que esteja mais de acordo com as nossas habilidades.

5)   Comprovar se esgotamos todas as possibilidades

Antes de tomar uma decisão não se precipite e reflita se esgotou todas as possibilidades no seu atual trabalho. Devemos saber transmitir as nossas expetativas. Se não nos atrevemos agora, pode acontecer que o mesmo aconteça num novo trabalho.

Se a insatisfação é total é altura de pensar numa mudança radical, em que apostar numa nova carreira pode ser uma opção.

As carreiras mais bem pagas em Portugal

EBook: As carreiras mais bem pagas em Portugal

A cosultora Michael Page apresenta as perspetivas salariais para 2018. Saiba quais são as carreiras com o salário anual mais elevado para este ano.

Inscreva-se e conheça as melhores carreiras universitárias


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.