Notícias

Como te pode ajudar a janela de Johari na tua vida profissional?

      
As diferentes perceções sobre quem somos podem ser um foco de problemas nas relações pessoais e profissionais
As diferentes perceções sobre quem somos podem ser um foco de problemas nas relações pessoais e profissionais
  • Dois professores universitários Joseph Luft e Harry Ingham criaram a janela de Johari que tem como objetivo ajudar ao autoconhecimento.
  • Existem 4 áreas nesta janela: a pública, a oculta, a cega e a desconhecida.
  • Para progredir na vida profissional esta ferramenta pode ser muito útil.

A verdade é que todos temos os nossos segredos e existem áreas que os outros desconhecem sobre nós. Também pode acontecer o contrário e os amigos fazerem-nos críticas sobre a nossa personalidade que não reconhecemos, mas que até podem ter razão de ser.

As diferentes perceções sobre quem somos podem ser um foco de problemas nas relações pessoais e profissionais. Por isso, se melhorarmos o nosso autoconhecimento teremos mais capacidade para reduzir possíveis conflitos.

Procuras emprego?

Pesquisa na Universia

Para consegui-lo, dois professores universitários, Joseph Luft e Harry Ingham, desenharam uma ferramenta a que chamaram a janela de Johari, um termo que resulta da junção dos seus nomes. Estrutura-se através de dois eixos: o horizontal onde se encontra o que sei ou desconheço sobre mim mesmo ou o vertical em que consta o que os outros sabem ou desconhecem sobre mim.

A janela de Johari divide-se em quatro áreas:

Área Pública ou “sei que sabes”

Neste campo situam-se as experiências e os dados que conheces tanto tu como as pessoas que te rodeiam. São as zonas comuns. Por exemplo, é agradável, gosta de comer gomas, analítico, reflexivo… ou outros aspetos com os quais tu também estejas de acordo.

Área cega ou “não sei que sabes”

Refere-se à perceção que as outras pessoas têm sobre ti e da qual nem sempre és consciente, como a maneira de falar ou interagir com os outros. De algum modo, é o que se diz nas costas sem que seja necessariamente negativo. Por exemplo, é muito falador ou pensa que contribui com muitas ideias para a equipa quando não é bem assim…

Área Oculta ou “sei que não sabes”

Como indica a palavra é aquela parte de ti mesmo que só tu conheces e que não mostras em público por medo da reação de terceiros ou de repercussões. Pode ser uma timidez que não se nota muito e que é compensada com um espírito divertido.

Área desconhecida ou “não sei e não sabes”

Representa aquela área de que nem tu nem os outros estão conscientes. Refere-se a traços que não conheces até um determinado momento e que representam um potencial por descobrir. Por exemplo, uma atitude corajosa que surge de repente e que nunca antes havias imaginado; ou um desejo de alcançar uma posição hierárquica da qual nem a pessoa estava ciente.

A janela de Johari pode também ser útil para a vida profissional, na medida em que a autoanálise e a apreciação dos outros é muito importante para o autoconhecimento. Para obteres melhores resultados é fundamental que recebas feedback. É importante ouvir e perguntar sobre o que as pessoas pensam de ti. 

Quando se faz este exercício é essencial pedir sinceridade e aguentar a situação, já que é difícil receber opiniões se a nossa reação for pouco amável. Quanto mais informação se recolher melhor. Em seguida, coloca-se nas diferentes áreas da janela de Johari e tenta-se avaliar a que tem mais peso. A área do desconhecido exige mais do que este exercício, sendo necessário um processo de profunda reflexão.

Portanto, se o que queremos é ter melhores relacionamentos pessoais no trabalho ou nas nossas vidas privadas, vale a pena refletir sobre se aquilo que mostramos é consistente com o que os outros veem de nós mesmos e até que ponto escondemos segredos que são ou não a nosso favor.



Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.