text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Como ganhar dinheiro extra enquanto estudo

      
A maior dificuldade é conjugar o horário das aulas com os horários de trabalho.
A maior dificuldade é conjugar o horário das aulas com os horários de trabalho.  |  Fonte: iStock

A maior dificuldade é conjugar o horário das aulas com os horários de trabalho e garantir que as aulas e os trabalhos não ficam prejudicados com a atividade profissional. Em Portugal, os trabalhadores estudantes têm direito a algumas condições especiais, como existência de uma fase especial. Contudo, para terem direito a este estatuto têm de cumprir alguns requisitos e tratar da documentação necessária.

Em Portugal a idade mínima para trabalhar são os 16 anos, sendo que é necessário garantir a inscrição no ensino secundário ou a conclusão do ensino obrigatório. Além disso, os menores não podem executar nenhuma tarefa que ponha em causa o seu bem-estar físico ou psíquico, e as tarefas têm que ser adequadas à sua idade.

Trabalhar em part-time

Um trabalhador a tempo parcial tem menos horas de trabalho que uma semana de horário completa e pode não trabalhar todos os dias da semana. Alguns setores, como a restauração ou hotelaria, podem necessitar de reforços apenas ao fim-de-semana, que permite conjugar perfeitamente o trabalho com o horário das aulas. 

Trabalhos temporários

As vagas para trabalhos temporários surgem muitas vezes nas alturas em que são necessários mais reforços, como o verão ou alturas de festividades como o Natal. Neste caso, é possível trabalhar apenas nas alturas de festas escolares, o que garante que o aproveitamento escolar não será prejudicado. Dentro do trabalhos temporários, temos os reforços para o comércio, restauração e hotelaria, realização de inquéritos ou sondagens.

Os trabalhos temporários podem encontrar-se nos mesmos locais que os trabalhos em part-time ou a tempo inteiro, mas também através de agências de trabalho temporário. Neste caso, as agências irão fazer uma entrevista para determinar o seu perfil e capacidades, fazendo depois a ponte com a entidade que procura trabalhadores.

Freelancer ou trabalhador independente

Trabalhar como freelancer pode ser uma forma de conseguir ganhar experiência profissional na área de trabalho e ao mesmo tempo ganhar algum dinheiro extra. Para trabalhar como freelancer, pode começar por falar com as pessoas que conhece, incluindo professores, e oferecer-se para auxiliar em projetos ou começar a tentar desenvolver a sua base de clientes. Não nos podemos esquecer da possibilidade de desenvolver um site de apresentação ou começar a trabalhar através de plataformas que colocam em contato os freelancers e os empregadores. Se domina uma língua estrangeira, com a ajuda destas plataformas, o mercado para o qual pode trabalhar já é maior.

Trabalhar como freelancer tem a vantagem de não haver um horário a cumprir, portanto é perfeitamente possível coordenar os horários das aulas. Neste caso, outra das vantagens é que permite controlar o volume de trabalho e se estiver numa altura em que necessita de se concentrar nos exames ou trabalhos académicos, pode simplesmente não aceitar novos trabalhos.

Desenvolver o seu próprio projeto

Com o desenvolvimento da internet ficou muito mais fácil comunicar e desenvolver um projeto. Assim, se tem alguma ideia para iniciar uma marca ou algum projeto, esta também é a altura certa e quem sabe não consegue começar a rentabilizar esse projeto? Falamos de começar a escrever um blog sobre conteúdos que lhe interessam, começar um projeto artesanal que não exija um investimento grande, desenvolver o seu trabalho criativo e outras atividades similares.


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.