text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Skills & The Bunny Crew na final do U>Rock

      
<div align=justify><font size=2>O Universia aproveitou para conhecer melhor os Skills & The Bunny Crew e tentar levantar um pouco o véu sobre o que pode vir a ser o futuro próximo dos Skills & The Bunny Crew. Aqui fica a entrevista com a banda.</font></div><div align=justify>   </div><div align=justify><font size=2><strong>A vossa banda foi uma das cinco finalista da primeira edição do U>Rock Universia Portugal. Falem-nos um pouco das vossas origens: como é que a vossa banda surgiu,  como é que surgiu o nome, etc.</strong></font></div><div align=justify><font size=2><em>A ideia surgiu quando decidi sair do meu anterior projecto, SteelVelvet. Já há algum tempo que queria experimentar umas coisas novas, este projecto permitiu-me isso mesmo. Liberdade criativa foi a palavra-chave e foi esse mote que alimentou a fundação de Skills & The Bunny Crew. Havia o Skills, só faltava o resto da banda. Falei com o Pedro, o Zé, mais tarde com o Diogo e estava feito. Quanto ao nome, é simples. Precisávamos de um nome, a minha assinatura era Skills, por outro lado o resto da banda já havia estado numa banda de seu nome Kamikaze Bunnies' junta-se 1 mais 1 e o resultado é Skills & The Bunny Crew. Contudo, e por alguns motivos como o facto de cantarmos em português, aliado ao facto de termos um nome o qual, chegámos à conclusão, é virtualmente impronunciável quanto mais memorizável pela maioria dos mortais, decidimos mudar de nome e, neste momento, estamos em gestão interna quanto ao veredicto final :)</em></font></div><div align=justify>   </div><div align=justify><font size=2><strong>Como é que tiveram conhecimento deste concurso?</strong><br/><em>Se bem me lembro terá sido através de um blog de seu nome "a nova música portuguesa". Frequentamos regularmente o blog, visto que contém informações preciosas sobre os concursos que vão surgindo e outras questões ligadas à música.</em></font></div><div align=justify>   </div><div align=justify><font size=2><strong>Já conheciam o Universia? Se não, tiveram curiosidade e visitaram o Portal, depois de se terem inscrito?</strong><br/><em>Confesso que não conhecia. Por outro lado, sim, tenho andado a visitar mais o portal, não só porque continuo a aguardar com entusiasmo a publicação da reportagem que nos fizeram aquando da actuação no Santiago Alquimista  mas também porque reparei que tem informação útil a vários níveis.</em></font></div><div align=justify>   </div><div align=justify><font size=2><strong>Como é que receberam a notícia de que estavam na final, no Santiago Alquimista? O que representou para vocês, individualmente e enquanto banda, esta actuação?</strong></font></div><div align=justify><font size=2><em>Com absoluta tranquilidade, mas uma enorme dose de optimismo e satisfação. Tranquilidade porque íamos monitorizando o ranking e reparámos que estávamos bem colocados entre os 10 primeiros, portanto dificilmente haveria um volte face chocante em tão poucas horas. Satisfação porque, enfim, uma final é uma final e, para além disso, era uma oportunidade de tocar num espaço tremendamente prestigiado. Isto para não falar na qualidade do Júri, sem dúvida um dos mais imponentes para o qual já tivemos a oportunidade de tocar. Optimismo porque não sabemos encarar as nossas actuações de outra forma.</em></font></div><div align=justify>   </div><div align=justify><font size=2><strong>Gostaram do espectáculo?</strong></font></div><div align=justify><font size=2><em>Foi, sem sombra de dúvida, uma das nossas melhores actuações. Já havíamos feito alguns bons espectáculos (Muralhas Rock, Toca & Segue Acústico, Festas da Vila de Camarate, Concurso Nacional Sai da Garagem), mas penso que este se perfila como o melhor de sempre. Será, sem dúvida, uma referência a seguir e superar, em futuros espectáculos.</em></font></div><div align=justify>   </div><div align=justify><font size=2><strong>Que repercussões esperam que esta actuação possa vir a trazer para  a vossa banda?</strong></font></div><div align=justify><font size=2><em>Aquilo que qualquer banda desconhecida deseja: buzz e mais buzz. Isso gerará publicidade e, se tudo correr bem, as oportunidades que queremos.</em></font></div><div align=justify>   </div><div align=justify><font size=2><strong>Já ouviram as bandas finalistas dos outros países Universia? Quais as vossas expectativas para a final ibero-americana?</strong></font></div><div align=justify><font size=2><em>Sinceramente, não ocupo muito a minha agenda mental com isso, isto porque, neste momento, o que realmente me monopoliza a atenção e merece a minha total dedicação é a gravação do álbum com a Valentim e a tournée universitária. Ouvi dois ou três representantes, mas muito superficialmente, precisaria de mais tempo para ter uma opinião madura acerca dos mesmos.</em></font></div><div align=justify>   </div><div align=justify><font size=2><strong>Gostavam de experimentar outro género musical?</strong></font></div><div align=justify><font size=2><em>Liberdade criativa é a palavra de ordem, Tudo o que nos prende, não nos faz bem. Somos animais políticos rodeados de múltiplas realidades, desde sociais a plásticas, o resultado? Não sabemos, a epifania surge quando menos se espera e em Skills & The Bunny Crew ela não tem uma face standard nem tão pouco se cristaliza numa só face.</em></font></div><div align=justify>   </div><div align=justify><font size=2><strong>Que projectos têm, para já, em mente?</strong></font></div><div align=justify><font size=2><em>Trabalhar as nossas músicas com o nosso novo baterista. Mudar o nosso nome. Preparar a tournée universitária e gravar o álbum com a Valentim de Carvalho.</em></font></div><div align=justify>   </div><div align=justify><font size=2><strong>O que podemos esperar da vossa banda?</strong></font></div><div align=justify><font size=2><em>Não criamos expectativas, criamos Música com paixão, alegria, garra e amor.</em></font></div><div align=justify>   </div><div align=justify><font size=2><strong>Tendo em conta que alguns, ou estão já no mercado de trabalho ou estão prestes a fazê-lo noutras áreas que não a música, pensam seguir a carreira musical ou encaram a música como hobby, ou um complemento?</strong><br/><em>A Música é uma paixão, não se abdica de tal coisa. Um hobby? Sim, na medida em que nos diverte, e sim, na medida em que mesmo quando estamos fora de palco tocamos, cantamos, dançamos e discutimos Música, inclusive a nossa Música. Repito, é a paixão que nos move e isso, nem a Força Gravitacional demove.</em></font></div><div align=justify>   </div><div align=justify><font size=2>Assiste aqui ao vídeo promocional dos </font><font size=2> Skills & The Bunny Crew:</font></div><div align=justify>   </div><div align=justify><font size=2> </font><object classid=clsid:D27CDB6E-AE6D-11cf-96B8-444553540000 codebase=https://download.macromedia.com/pub/shockwave/cabs/flash/swflash.cab#version=6,0,40,0 id=ltVideoObject name=id width=325 height=265><param name=classid value=clsid:D27CDB6E-AE6D-11cf-96B8-444553540000><param name=codebase value=https://download.macromedia.com/pub/shockwave/cabs/flash/swflash.cab#version=6,0,40,0><param name=id value=ltVideoObject><param name=height value=265><param name=width value=325><param name=name value=id><param name=value value=ltVideoObject><param name=src value=https://www.universia.tv/GENERAR-EMBED-VIDEO/114314_SKILLS-THE-BUNNY-CREW-FLV.flv><param name=mce_src value=https://www.universia.tv/GENERAR-EMBED-VIDEO/114314_SKILLS-THE-BUNNY-CREW-FLV.flv><param name=type value=application/x-shockwave-flash><param name=allowfullscreen value=true><param name=allowscriptaccess value=always><param name=flashvars value=autostart=true><embed type=application/x-shockwave-flash classid=clsid:D27CDB6E-AE6D-11cf-96B8-444553540000 codebase=https://download.macromedia.com/pub/shockwave/cabs/flash/swflash.cab#version=6,0,40,0 id=ltVideoObject height=265 width=325 name=id value=ltVideoObject src=https://www.universia.tv/GENERAR-EMBED-VIDEO/114314_SKILLS-THE-BUNNY-CREW-FLV.flv mce_src=https://www.universia.tv/GENERAR-EMBED-VIDEO/114314_SKILLS-THE-BUNNY-CREW-FLV.flv type=application/x-shockwave-flash allowfullscreen=true allowscriptaccess=always flashvars=autostart=true></embed></object>   </div>
O Universia aproveitou para conhecer melhor os Skills & The Bunny Crew e tentar levantar um pouco o véu sobre o que pode vir a ser o futuro próximo dos Skills & The Bunny Crew. Aqui fica a entrevista com a banda.
 
A vossa banda foi uma das cinco finalista da primeira edição do U>Rock Universia Portugal. Falem-nos um pouco das vossas origens: como é que a vossa banda surgiu,  como é que surgiu o nome, etc.
A ideia surgiu quando decidi sair do meu anterior projecto, SteelVelvet. Já há algum tempo que queria experimentar umas coisas novas, este projecto permitiu-me isso mesmo. Liberdade criativa foi a palavra-chave e foi esse mote que alimentou a fundação de Skills & The Bunny Crew. Havia o Skills, só faltava o resto da banda. Falei com o Pedro, o Zé, mais tarde com o Diogo e estava feito. Quanto ao nome, é simples. Precisávamos de um nome, a minha assinatura era Skills, por outro lado o resto da banda já havia estado numa banda de seu nome Kamikaze Bunnies' junta-se 1 mais 1 e o resultado é Skills & The Bunny Crew. Contudo, e por alguns motivos como o facto de cantarmos em português, aliado ao facto de termos um nome o qual, chegámos à conclusão, é virtualmente impronunciável quanto mais memorizável pela maioria dos mortais, decidimos mudar de nome e, neste momento, estamos em gestão interna quanto ao veredicto final :)
 
Como é que tiveram conhecimento deste concurso?
Se bem me lembro terá sido através de um blog de seu nome "a nova música portuguesa". Frequentamos regularmente o blog, visto que contém informações preciosas sobre os concursos que vão surgindo e outras questões ligadas à música.
 
Já conheciam o Universia? Se não, tiveram curiosidade e visitaram o Portal, depois de se terem inscrito?
Confesso que não conhecia. Por outro lado, sim, tenho andado a visitar mais o portal, não só porque continuo a aguardar com entusiasmo a publicação da reportagem que nos fizeram aquando da actuação no Santiago Alquimista  mas também porque reparei que tem informação útil a vários níveis.
 
Como é que receberam a notícia de que estavam na final, no Santiago Alquimista? O que representou para vocês, individualmente e enquanto banda, esta actuação?
Com absoluta tranquilidade, mas uma enorme dose de optimismo e satisfação. Tranquilidade porque íamos monitorizando o ranking e reparámos que estávamos bem colocados entre os 10 primeiros, portanto dificilmente haveria um volte face chocante em tão poucas horas. Satisfação porque, enfim, uma final é uma final e, para além disso, era uma oportunidade de tocar num espaço tremendamente prestigiado. Isto para não falar na qualidade do Júri, sem dúvida um dos mais imponentes para o qual já tivemos a oportunidade de tocar. Optimismo porque não sabemos encarar as nossas actuações de outra forma.
 
Gostaram do espectáculo?
Foi, sem sombra de dúvida, uma das nossas melhores actuações. Já havíamos feito alguns bons espectáculos (Muralhas Rock, Toca & Segue Acústico, Festas da Vila de Camarate, Concurso Nacional Sai da Garagem), mas penso que este se perfila como o melhor de sempre. Será, sem dúvida, uma referência a seguir e superar, em futuros espectáculos.
 
Que repercussões esperam que esta actuação possa vir a trazer para  a vossa banda?
Aquilo que qualquer banda desconhecida deseja: buzz e mais buzz. Isso gerará publicidade e, se tudo correr bem, as oportunidades que queremos.
 
Já ouviram as bandas finalistas dos outros países Universia? Quais as vossas expectativas para a final ibero-americana?
Sinceramente, não ocupo muito a minha agenda mental com isso, isto porque, neste momento, o que realmente me monopoliza a atenção e merece a minha total dedicação é a gravação do álbum com a Valentim e a tournée universitária. Ouvi dois ou três representantes, mas muito superficialmente, precisaria de mais tempo para ter uma opinião madura acerca dos mesmos.
 
Gostavam de experimentar outro género musical?
Liberdade criativa é a palavra de ordem, Tudo o que nos prende, não nos faz bem. Somos animais políticos rodeados de múltiplas realidades, desde sociais a plásticas, o resultado? Não sabemos, a epifania surge quando menos se espera e em Skills & The Bunny Crew ela não tem uma face standard nem tão pouco se cristaliza numa só face.
 
Que projectos têm, para já, em mente?
Trabalhar as nossas músicas com o nosso novo baterista. Mudar o nosso nome. Preparar a tournée universitária e gravar o álbum com a Valentim de Carvalho.
 
O que podemos esperar da vossa banda?
Não criamos expectativas, criamos Música com paixão, alegria, garra e amor.
 
Tendo em conta que alguns, ou estão já no mercado de trabalho ou estão prestes a fazê-lo noutras áreas que não a música, pensam seguir a carreira musical ou encaram a música como hobby, ou um complemento?
A Música é uma paixão, não se abdica de tal coisa. Um hobby? Sim, na medida em que nos diverte, e sim, na medida em que mesmo quando estamos fora de palco tocamos, cantamos, dançamos e discutimos Música, inclusive a nossa Música. Repito, é a paixão que nos move e isso, nem a Força Gravitacional demove.
 
Assiste aqui ao vídeo promocional dos  Skills & The Bunny Crew:
 
   

Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.