text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Saiba como encontrar emprego no estrangeiro

      
Encontrar um emprego no estrangeiro antes de se atirar além fronteiras com malas e bagagens é sempre uma boa política de base.
Encontrar um emprego no estrangeiro antes de se atirar além fronteiras com malas e bagagens é sempre uma boa política de base.  |  Fonte: iStock

Como encontrar emprego no estrangeiro?


No que toca ao delineamento de estratégias para inserção no mercado profissional externo, existem 3 pontos fundamentais que deve ter em conta antes de começar a pesquisar a oferta de emprego no estrangeiro. Confira:
 

1.  A adequação do seu perfil ao cargo a que se propõe

Por um lado, como é lógico, não faz qualquer sentido propor-se a um cargo que requeira formação específica como Eng.ª Aeronáutica ou Medicina Interna se a sua formação de base for, por exemplo, Estudos Europeus. Por outro lado, note que aqui o termo “adequação” não é uma palavra estanque.

Não é incomum encontrar alguém com uma Licenciatura, por exemplo, em História de Arte, a desempenhar um cargo Administrativo na área de Finanças, principalmente lá fora noutros países europeus.  Isto acontece porque - e não é nenhuma novidade - a característica mais procurada hoje em dia transversal a todos os mercados é a capacidade de ser polivalente. Traduzindo em termos mais simples e objetivos, ser polivalente significa estar habilitado em 3 frentes:

a.  competências digitais

b.  competências transversais

c.  competências linguísticas

 

Não será necessário tornar-se um expert em tecnologias de blockchain, ser a personalidade mais amada do escritório, ou ser fluente em 18 línguas e proficiente em Sânscrito, Latim e Esperanto. Mas certamente ter experiência em realização de macrosheets em MS Excel e/ou edição de imagem no Photopea, falar fluentemente 3 línguas  e ser uma pessoa criativa, diligente, proativa, e com vontade de aprender, são aspetos que vão com certeza favorecer a sua candidatura.


2.  Valorize o seu C.V. 

Este aspeto divide-se em 2 vertentes: 

  • Investir na sua formação. Se não tem tempo ou fundos para dispensar neste momento de maneira a evoluir as suas competências digitais e linguísticas que poderão complementar inteligentemente a sua formação e qualidades, os MOOCs gratuitos da universidade de  Harvard são uma excelente maneira de começar a pôr ação no seu objetivo.Investir na sua formação. Se não tem tempo ou fundos para dispensar neste momento de maneira a evoluir as suas competências digitais e linguísticas que poderão complementar inteligentemente a sua formação e qualidades, os MOOCs gratuitos da universidade de  Harvard são uma excelente maneira de começar a pôr ação no seu objetivo.
  • Investir na apresentação do seu C.V. 


3.  Pesquisar a oferta de emprego de forma eficaz

Neste ponto a chave é mentalizar-se que esta será uma tarefa que, em princípio, irá requerer alguma persistência. Tenha em conta que os especialistas em recrutamento apontam como a melhor altura do ano para encontrar empego o mês de outubro, podendo este prazo estender-se até ao final de dezembro. Maio, junho, e julho são também uma boa altura, visto as grandes empresas preferirem normalmente dar por encerrado este processo antes de iniciar o novo ano laboral.

Quais os melhores sites para encontrar emprego no estrangeiro?

 

União Europeia: 

Perfis: A título de destaque, salientemos a oferta de empego do site da União Europeia. Pode ver no site as áreas dos perfis profissionais procurados como Tecnologias de informação, Administração pública europeia, Línguas, Relações externas, Direito, Auditoria, Finanças, Pessoal de apoio, Comunicação, Economia e Outros.

Requisitos: Para se candidatar a um destes cargos terá que ter, pelo menos, a conclusão do ensino secundário (para os grupos de funções I, II, e III) ou a conclusão da Licenciatura (para o grupo de funções IV).

Posteriormente, e caso satisfaça os pré-requisitos exigidos a todos os candidatos, terá lugar uma prova de pré-seleção através de um teste online (pode fazer no site exemplos de testes para aferir a sua pontuação) que visa avaliar as suas aptidões e competências gerais e profissionais, nomeadamente raciocínio verbal, numérico e abstrato. Caso se encontre entre os candidatos com pontuação mais elevada, terá lugar uma prova de seleção numa das sedes europeias. Veja no site as diferentes condições de acesso para cada grupo de funções.

Salário: Quanto ao salário de entrada, este pode variar entre ~2300€ mensais (para um assistente recentemente recrutado) até ~4500€ mensais (para um licenciado recrutado como administrador de nível de entrada), fora todas as vantagens e subsídios disponibilizados.

 

Veja também os artigos:

Queres trabalhar no Parlamento Europeu?
Quais são os melhores sites de emprego nas áreas das indústrias criativas?

 

Para o ajudar, aqui fica uma lista de 9 sites especificamente direcionados para a procura de ofertas de emprego no estrangeiro:

 

  1. Indeed Worldwide

  2. Jooble

  3. Monster Worldwide

  4. CareerBuilder International

  5. CareerJet International

  6. Go Abroad Jobs 

  7. Going Global

  8. Recruit.net

  9. Joblift


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.