text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Casa da América Latina e Banco Santander Totta distinguem Ricardo Araújo Pereira

      
Foto: Casa da América Latina
Foto: Casa da América Latina
A cerimónia de entrega do prémio tem lugar no próximo dia 8 de Novembro, às 12h, no Banco Santander Totta (Rua do Ouro, 88) e contará com a presença Presidente da Casa da América Latina, António Costa e do Presidente do Banco Santander Totta, Nuno Amado.
   

» Seja Fã do Universia Portugal no Facebook

O Prémio Científico Casa da América Latina/Santander Totta visa distinguir a melhor dissertação de Doutoramento de um aluno oriundo de Portugal, ou de um país da América Latina, que tenha concluído o 3º ciclo numa Universidade Portuguesa ou Latino-Americana, em temas de interesse mútuo para Portugal e a América Latina ou assuntos referentes à América Latina e vice-versa.

O Prémio contempla duas categorias – a “Categoria de Ciências Sociais e Humanas” e a “Categoria de Tecnologias e Ciências Naturais” – e consiste na atribuição de € 5.000 a cada um dos premiados.

O Júri constituído por João Caraça – Diretor do Serviço de Ciência da Fundação Calouste Gulbenkian e Professor catedrático convidado do Instituto Superior de Economia e Gestão da Universidade Técnica de Lisboa – e Diogo Pires de Aurélio – professor na Universidade Nova de Lisboa elegeu:

•    na categoria de Ciências Sociais e Humanas, a tese de doutoramento aprovada pela Universidade Federal de Santa Maria do «As chaves do Paraíso. Profecia e Alegoria na obra do Padre António Vieira», do brasileiro Marcus de Martini;
•    e na categoria de Tecnologias e Ciências Naturais, a tese de doutoramento «Geoconservação e Desenvolvimento sustentável na Chapada Diamantina», aprovada pela Universidade do Minho, do brasileiro Ricardo Galeno Fraga de Araújo Pereira.


Os vencedores irão ainda promover duas conferências de imprensa para darem a conhecer cada um dos trabalhos que desenvolveram. A primeira, com Marcus de Martini, terá lugar no dia da própria entrega do prémio (8 de Novembro), pelas 18h, na Sociedade Histórica da Independência de Portugal (Palácio da Independência – Largo de São Domingos). No dia seguinte, pelas 17 horas, será a vez de Ricardo Fraga de Araújo Pereira dar a conhecer o seu projeto, no Departamento de Geologia da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa (Campo Grande).

Nota ainda para o facto de o júri ter manifestado o seu apreço pela tese de doutoramento de Mariana Bay Frydberg, «“Eu canto Samba” ou “Tudo isto é Fado”: uma etnografia multissituada sobre a recriação do Choro, do Samba e do Fado por jovens músicos», tese apresentada na Universidade Federal do Rio Grande do Sul.



Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.