text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Empresas falham no desenvolvimento de programas de liderança no feminino

      
Foto: Mercer
Foto: Mercer
Segundo este estudo, a maioria (67%) das 450 empresas europeias inquiridas não tem uma estratégia ou filosofia  claramente definida para o desenvolvimento de mulheres em cargos de liderança e falha na identificação de potencial, na diversidade de género na selecção e recrutamento, e nas experiências de desenvolvimento para apoiar a evolução profissional de mulheres com talento de forma a alcançarem posições de liderança.

Cerca de 41% das organizações inquiridas não disponibiliza programas orientados para as necessidades de desenvolvimento de líderes femininas e apenas 21% das organizações admitem ter implementado programas neste sentido, como regimes de horários flexíveis, mentoring e coaching. Outros 11% referem que estão a planear incluir alguns destes programas no futuro (Europa está acima da média mundial, de 6%).

Quando questionadas quanto o ambiente organizacional influencia o desenvolvimento das mulheres, 48% das empresas referem que tem uma importância relativa, enquanto 14% afirmam ter uma grande importância e 25% confirma  que a influencia é reduzida. 11% dos inquiridos refere que o ambiente organizacional não apoia o desenvolvimento das mulheres.

Marta Sacramento, Principal da Mercer em Portugal refere que "embora se verifique uma aparente falta de preocupação em torno dos aspectos relacionados com o desenvolvimento da liderança no feminino, há sinais de mudança. A liderança no feminino é um tema que está a ser cada vez mais discutido no mundo dos negócios e está a ganhar relevância nas agendas dos Executivos de topo. Muitos países estão inclusivamente a ponderar estabelecer requisitos para a representação de mulheres nas administrações, como parte dos seus objectivos  de diversidade de género.

Quando questionados sobre os tipos de programas definidos especificamente para as necessidades das mulheres com posições de liderança, os inquiridos apontam a flexibilidade no horário de trabalho, o mentoring, o coaching e a diversidade de género no recrutamento como os principais programas implementados. Estes foram também os programas referidos como sendo os mais eficazes no desenvolvimento da liderança no feminino.


Marta Sacramento refere que "este survey demonstra alguma incerteza por parte das empresas sobre o que é mais adequado e eficaz no que respeita ao desenvolvimento da liderança no feminino. Além disso, quando as empresas decidem apoiar as mulheres, muitas vezes o foco é na flexibilidade de horários de trabalho.Este pode ser um bom ponto de partida, mas não é a solução final”.

Em relação aos factores que impedem as mulheres de evoluir para uma carreira de liderança, os inquiridos apontam o equilíbrio entre a vida pessoal e o trabalho (52%), a falta de apoio das chefias (43%) e alguma relutância  a mobilidade (27%).

Este survey aponta para uma percepção de falta de confiança das mulheres como um dos principais obstáculos à sua promoção para cargos de chefia. Isso pode dever-se, até certo ponto, à tendência europeia (e ultrapassada) de que os cargos de chefia devem ser ocupados por homens. E com a contínua falta de apoio dos executivos de topo, esta situação tem tendência a manter-se. Os homens simplesmente replicam a sua própria experiência formando mais líderes como eles próprios para cargos de gestão. Se as organizações querem romper com este ciclo e criar um perfil de liderança que reflicta verdadeiramente o seu contexto empresarial actual, devem investir na identificação e desenvolvimento de mulheres com elevado potencial para cargos de liderança.
 
A Mercer é  líder global em serviços de consultoria, outsourcing e investimentos. Está presente em Portugal (Lisboa e Porto) há 17 anos, trabalhando com os seus clientes na busca de soluções para os desafios que se colocam ao nível dos benefícios e do capital humano. Apoia igualmente no desenho e gestão de programas de saúde, reforma e outros benefícios, e é líder em soluções de outsourcing de benefícios.  Os serviços de investimento da Mercer incluem consultoria de investimentos e gestão de activos através de uma abordagem ‘multi-manager’ A Mercer conta com 20.000 profissionais distribuídos por mais de 40 países.


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.