text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

IPCA mantém valor da propina e reforça acção social

      
O arranque do próximo ano lectivo no Instituto Politécnico do Cávado e Ave será marcado por algumas novidades, nomeadamente, novos cursos de Licenciatura, reforço do ensino em regime pós - laboral, oferta de ensino a distância, aumento de vagas para “Maiores 23”.

A abertura do novo edifício da cantina, que vai contemplar um restaurante, bar, serviços bancários, papelaria, livraria, a mudança da biblioteca para um espaço alargado no Campus, e o funcionamento de novos centros de investigação são outras das novidades.

Para além destas novas funcionalidades e do alargamento da oferta formativa, o IPCA, optou por não aumentar o valor da propina anual na instituição, continuando a ser a instituição de ensino superior publico com a propina mais baixa. De acordo com o Presidente do IPCA, João Carvalho, “estes aspectos, conjugados com o facto da média do valor da propina cobrada pela maioria dos estabelecimentos de ensino superior público estar acima dos 900 euros, justificaria um aumento do valor actual da propina do IPCA que é de 750 euros”. No entanto, considerou João Carvalho, “devido às restrições que a crise económica actual tem imposto às famílias, a grande maioria da população portuguesa viu o seu rendimento líquido familiar ou individual reduzido”. “A necessidade de se combater o abandono escolar, muitas vezes relacionado com dificuldades económicas dos estudantes, e o fomento da frequência do ensino superior”, são outras razões apontadas pelo presidente do Instituto, que realça ainda a possibilidade de, no IPCA, os est
udantes terem a oportunidade de “pagar o valor da propina em 5 ou 10 prestações, sem encargos adicionais”, sustentou.

Novos Cursos de Licenciatura

O IPCA oferece já no próximo ano lectivo duas novas licenciaturas - Licenciatura em Engenharia de Sistemas Informáticos em regime diurno (35 vagas) e pós-laboral (25 vagas) e Gestão Pública, em regime de ensino a distância com 40 vagas.

De modo a responder às necessidades do mercado o curso de licenciatura em Engenharia Eléctrica passa a funcionar em regime pós-laboral

Reforço do número de vagas

O IPCA disponibiliza mais 90 vagas no concurso nacional de acesso ao ensino superior em relação ao ano lectivo anterior. A este número, acrescem as entradas por concursos especiais (M23, CET, mudanças e transferências) e acrescentando ainda os cursos de Mestrado, prevendo-se  que cerca de 1000 novos estudantes frequentem o IPCA a partir de Setembro de 2010, duplicando, deste modo, o número de estudantes em apenas três anos.

Pós-Laboral reforçado


O ensino em Regime Pós-laboral, com horários adequados a este público alvo, foi desde sempre uma aposta do IPCA de forma a possibilitar a qualificação daqueles que já se encontram activos no mercado de trabalho. Com aulas entre as 18h e as 23h 30, o IPCA reforça, no próximo ano lectivo, a formação no pós - laboral  com a abertura de um maior número de vagas nos diversos cursos que ministra. Simultaneamente passa também a oferecer a Licenciatura em Engenharia de Sistemas Informáticos e de Engenharia Eléctrica neste mesmo regime.

Destaque para o facto de todos os cursos da Escola Superior de Gestão poderem ser frequentados nos regimes diurno e pós-laboral. Dos seis cursos em regime pós-laboral estão disponíveis 275 vagas, enquanto que, no mesmo número de cursos, mas no regime diurno há apenas 175 vagas.

Já na Escola Superior de Tecnologia existem três cursos a funcionar em regime pós-laboral num total de 75 vagas disponíveis contrastando com as 210 vagas disponíveis para os cursos em regime diurno.


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.