text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Universia organiza seminário sobre metodologias dos rankings universitários

      
Professor Doutor Félix de Moya y Anegón, investigador principal da Unidade Associada do Grupo SCImago
Professor Doutor Félix de Moya y Anegón, investigador principal da Unidade Associada do Grupo SCImago

Numa altura em que se discute o desempenho científico e a possibilidade de associar o financiamento das instituições de ensino superior à sua produtividade científica, a Faculdade de Arquitetura da Universidade de Lisboa (FA/Ulisboa)que possui um centro de investigação com a classificação Excelente atribuída pela FCT contratou uma empresa especializada para estudar a sua produtividade científica e posicioná-la no contexto da universidade, do País e da Europa.


Tal como refere o Professor José Duarte, presidente desta Faculdade, “os objectivos primários do estudo são:

(1) caracterizar a produtividade científica da FA, nomeadamente, em que tipo de revistas e áreas científicas publicam os membros da sua comunidade académica; e

 

(2) verificar se existem publicações dos seus membros que não tenham sido compatibilizadas como pertencendo à FA, por indicação errada de afiliação”.

O presidente da FA/Lisboa salienta ainda que “os objectivos secundários do estudo são delinear um conjunto de medidas que permita:

(1) explorar melhor o potencial da investigação que já se desenvolve, por exemplo, publicando em revistas e conferências indexadas e indicando corretamente a afiliação à faculdade e à universidade; e

(2) aumentar a produtividade científica, por exemplo, orientando os esforços para áreas menos exploradas ou com maior retorno.”

O orador do seminário foi o Professor Doutor Félix de Moya y Anegón, investigador principal da Unidade Associada do Grupo SCImago, que realiza projetos de I+D, como por exemplo o "SCImago Journal and Country Rank-SJR" e o "SCImago Institutions Rankings" (fruto da assinatura do convénio de investigação com a Elsevier-Scopus).

O seminário teve ainda como objetivo a apresentação detalhada da metodologia utilizada e os indicadores de competitividade, apresentando ainda novas perspectivas sobre como construir universidades de cariz mundial.
Saliente-se ainda que este foi o primeiro de um conjunto de workshops que se vão realizar ao longo de 2013 pelo Universia para as Universidades Portuguesas.


Ainda segundo o presidente da FA, este seminário “agora realizado é o primeiro passo do estudo, e visou essencialmente, informar e sensibilizar os membros da comunidade académica para a questão dos rankings e para a necessidade de tirar melhor partido do esforço de investigação que se desenvolve, de modo a preparar a FA melhor para os desafios do futuro”.


Conforme salienta Bernardo Sá Nogueira, Diretor-geral do Universia Portugal, ”estas ações são importantes pois permitem conhecer as melhores práticas para alcançar a qualidade, visibilidade internacional e excelência da investigação com as melhores fontes de informação para a análise e avaliação científica”.

Sobre a rede Universia

Universia é uma rede de 1 262 universidades que está presente em 23 países ibero-americanos, (Andorra, Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Costa Rica, Cuba, Equador, El Salvador, Espanha, Guatemala, Honduras, Nicarágua, México, Panamá, Paraguai, Peru, Portugal, Porto Rico, República Dominicana, Uruguai e Venezuela). O Universia desenvolve ações dentro e fora do espaço virtual.
Portugal é o oitavo país onde o Portal Universia foi lançado, a 2 de maio de 2002. Atualmente o Universia Portugal integra 28 Instituições de Ensino Superior, públicas e privadas, que representam no seu conjunto 76% do coletivo universitário português. A rede Universia faz parte da Responsabilidade Social Corporativa do Banco Santander.
Para mais informação visite: www.universia.pt


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.